Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Composição da Câmara

PT e PMDB serão maioria na próxima legislatura

O PT e o PMDB terão as maiores bancadas na Câmara dos Deputados a partir da próxima legislatura. Os dois partidos conquistaram 88 e 79 cadeiras, respectivamente, aumentando, juntos, sua participação em relação às eleições de 2006. Há quatro anos, o PT elegeu 83 parlamentares e o PMDB, 89. A composição das bancadas no Congresso Nacional ainda pode mudar, devido às candidaturas impugnadas pela Lei da Ficha Limpa.

Por enquanto, o resultado da apuração das urnas confirma o prognóstico do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), que apontou que a bancada petista seria composta por 85 a 110 deputados. Já o PMDB, segundo o estudo, teria entre 75 e 100 cadeiras.

Oposição
O resultado nas urnas também mostra que o PSDB vai ocupar, a partir de 2011, 53 postos da Câmara. O Diap projetou que a bancada tucana teria entre 55 e 70. O DEM terá a quarta maior bancada, com 43 cadeiras. A projeção para os democratas era de 38 a 53 vagas.

Entre os dois principais partidos que atualmente fazem oposição ao governo, o PSDB teve uma pequena queda em sua participação na Câmara, em relação à eleição de 2006, quando 66 tucanos foram eleitos. Já o DEM conquistou um expressivo aumento, já que há quatro anos, apenas cinco democratas foram eleitos.

O PPS também reduziu seus titulares, de 22 para 12. Dessa forma, da atual base de sustentação do governo, composta pelos partidos PT, PSB, PDT e PCdoB, de esquerda, cresceu. Houve redução ao centro, com os partidos PMDB e PTB. Mantiveram-se praticamente com a mesma bancada os partidos à direita da base, que são PR, PP e PSC.

Reeleição
Dos 407 deputados que tentaram a reeleição, 284 conseguiram renovar seus mandatos. Dessa forma, houve a renovação de 44,6% da Câmara, com a vinda de 229 novos deputados. De acordo com o Diap, a renovação da Casa ficou abaixo da média histórica das cinco últimas eleições.

Em relação à bancada feminina, houve uma redução de duas cadeiras. As mulheres ocuparão na Câmara 43 cadeiras e, dessas, 21 são novas e 22 foram reeleitas.

Os mais votados
O candidato a deputado federal mais votado do país em termos absolutos é Francisco Everardo Oliveira Silva, o Tiririca (PR), que alcançou 1.353.820 votos em São Paulo. Com o quociente eleitoral para deputado federal em São Paulo de 304.533 votos, o comediante levou com ele ao Congresso o delegado Protógenes Queiroz (PCdoB), Otoniel Lima (PRB) e Vanderlei Siraque (PT-SP), da coligação PRB/PT/PR/PCdoB/PTdoB. José Genoíno (PT) conseguiu a vaga de primeiro suplente.

Em termos porcentuais, o campeão é Reguffe (PDT), que recebeu 18,95% dos votos válidos (266.429) no Distrito Federal. O Diap colocou à disposição a tabela com o nome dos 229 novos e dos 284 reeleitos, com as respectivas profissões. Clique aqui para acessar a tabela.

Impasse
Apesar da finalização da apuração dos votos em todo o Brasil, o impasse em relação a candidaturas impugnadas ainda pode alterar a composição das bancadas. O deputado Paulo Maluf (PP), que recebeu 497 mil votos em São Paulo, já estaria eleito. No entanto, seus votos não serão computados enquanto sua situação não estiver resolvida. Maluf foi barrado pela Ficha Limpa pelo Tribunal de Justiça de São Paulo por improbidade administrativa.

Caso as candidaturas dos candidatos sub judice forem consideradas inválidas, os votos serão anulados. Já as candidaturas validadas pela terão seus votos computados e o quociente eleitoral terá de ser recalculado.

Veja a composição das bancadas na Câmara dos Deputados a partir de 2011:

PMDB - 79
PT - 88
PSDB - 53
DEM - 43
PP - 42
PR - 41
PSB - 34
PDT - 28
PTB - 21
PSC - 17
PPS - 12
PV - 14
PCdoB - 15
PRB - 8
PSOL - 3
PMN - 4
PHS - 2
PTC - 1
PTdoB - 3
PSL - 1
PRP - 2
PRTB - 2

Revista Consultor Jurídico, 4 de outubro de 2010, 17h46

Comentários de leitores

3 comentários

Proposta interessantíssima

Ricardo Cubas (Advogado Autônomo - Administrativa)

Se o PV fosse esperto agiria assim.
.
Procura Lula solicitando três ministérios e a vice-presidencia. Fixa cinco dias para que Lula consulte o PMDB.
.
No sexto dia, não sendo aceita a proposta, anuncia que estará concorrendo à vice-presidência na chapa de Serra.
.
Simples, rápido, certeiro e seguro.
.
Outra questão importante: com o Congresso, majoritariamente governante, o risco de autoritarismo aumenta significativamente. Dessa forma, competiria ao eleitor não jogar o Brasil nesse grande perigo não votando em Dilma.

Os fascistas estão engraçadinhos

Armando do Prado (Professor)

Apenas adiamos a vitória esmagadora até o dia 31. Vale um bom vinho, viu "dr"?
Agora temos maioria e poderemos fazer as mudanças que o povo (disse povo) necessita.

INDO NO VÁCUO

José R (Advogado Autônomo)

O NOME PARLAMENTAR PODERIA SER, ENTÃO, DEP. TIRINÓGENES (OU PROTIRICA?)

Comentários encerrados em 12/10/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.