Consultor Jurídico

Notícias

Braço político

Apamagis critica declarações de Corregedora do CNJ

Comentários de leitores

5 comentários

Entrevista histórica

Ricardo Cubas (Advogado Autônomo - Administrativa)

A entrevista da ministra Calmon foi histórica. Ela se compara àquela que Jarbas Vasconcelos concedeu anunciando o que, de fato, é o PMDB.
.
O Poder Judiciário está abaixo dos Poderes Executivo e Legislativo por uma razão bastante simples: a forma de provimento dos tribunais superiores passam por eles.
.
Se existe uma coisa que precisa mudar urgentemente no País é a instituição da verdadeira independência dos poderes. Dai a César o que é de César, dai ao Judiciário o que é do Judiciário.
.
Parabéns à ministra Calmon. A máscara do Poder Judiciário caiu com a sua entrevista.

Drama de consciência...

Elza Maria (Jornalista)

Talvez a ministra tenha falado em causa própria, por si e de si mesma. Afinal, ela também foi indicada para o cargo de ministra do STJ pelo então Presidente da República Fernando Henrique Cardoso. De qualquer modo, esse vínculo de que ela falou é um vezo brasileiro, faz parte da nossa cultura. Debelá-lo exige duas coisas: primeiro, um fortalecimento moral do povo em geral e dos que são indicados em particular; segundo, tempo, pois só o evolver do tempo é capaz de promover mudanças nas tradições e na cultura de um povo, despojando antigos valores para em seu lugar colocar novos. Mas isso ainda está muito longe de acontecer. As autoridades públicas ainda se sentem, ou fingem sentir um melindre exacerbado quando são criticadas, como se toda crítica a elas dirigida constituísse uma ofensa e como se o só fato de ocuparem um cargo público já fosse suficiente para revesti-las com um cobertor de ética e moral inquestionáveis e imune de críticas. Bem, ainda estamos no Brasil. Se numa democracia as mudanças são lentas, na nossa, essa lentidão caminha a passo de tartaruga.

O caminho da impunidade

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Para os magistrados brasileiros toda e qualquer crítica ao Poder Judiciário é "ofensa", "calúnia", "agressão desmotivada", e por aí vai. E no fundo acaba sendo mesmo, já que quem vai julgar no final são os próprios magistrados, e acaba prevalecendo o que eles dizem. É assim que a Justiça brasileira se transformou no caos que conhecemos. A única solução para o problema é um tribunal único, encarregado do julgamento de magistrados, membros do Ministério Público e advogados, na mesma penada, tanto na área cível como criminal. Nós advogados sabemos exatamente quais são os problemas do Judiciário, quem são os culpados, e quais providências devem ser adotadas para melhoria geral das condições de atendimento ao jurisdicionado, mas qualquer manifestação pública nesse sentido culmina com ferrenha perseguição, com interposição de ações penais descabidas visando coagir e desmoralizar, além de outros atos de retaliação. As declarações da Corregedora chamam a atenção pelo fato de contrariar essa lógica. O que ela fala, é o que todos nós sabemos, mas que não falamos abertamente para não sermos perseguidos. De nada adiantar boas leis e inúmeras garantias constitucionais se os magistrados e membros do Ministério Público estão aí livres para cometer todo tipo de abuso, e perseguir de forma absolutamente impune seu críticos ou desafetos.

A APAMAGIS E A MINISTRA ELIANE CALMON

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Nã adianta a Apamagis espernear. O Poder Judiciário no Brasil está falido. O que a Ministra falou é verdade. É evidente que a ministra não generalizou. Existem Juizes que vestem a toga. Mas, infelizmente é uma minoria, uma grande minoria. Não existe pior corrupção que a da amizade. É muito mais nefanda que a corrupção por dinheiro e ela existe em larga escala no judiciário e, hoje, de forma escancarada, principalmente, nas cidades interioranas, onde o Juiz é amigo do prefeito, do delegado, do vereador, do médico, do professor etc. etc. Não vamos tapar o sol com a peneira, responsáveis pela Apamagis, pois a ilustre Ministra tem toda a razão. Parabens Ministra pela coragem de mexer num vespeiro contaminado. É uma luz no fim do tunel...

Corajosa

Balboa (Advogado Autônomo)

Brava e corajosa Ministra que com tranquilidade falou o que todos nós sabemos. A hipocrisia faz com que se critique a verdade que foi dita. Parabéns Ministra, tens meu voto de confiança;

Comentar

Comentários encerrados em 12/10/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.