Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Imagens

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Prezado Sargento Brasil. Ainda nesta semana vi uma reportagem televisiva dizendo que os militares brasileiros estaria sendo hostilizados no Haiti, inclusive com imagens da população local atirando pedras, paus e porretes nos militares brasileiros. Seria a reportagem falsa?

Militares

Sargento Brasil (Policial Militar)

Claro que os militares têm seu valor. Vejam as tropas que atuam no Haití, um país totalmente arrazado por terremoto, hoje infesto pela colera. São miliares brasileiros, aprovados pelo povo haitiano. Merecem nossos elogios.

Anomalia

Sargento Brasil (Policial Militar)

No meu entender é também anomalia o militarismo estadual, quando o ''militar'' não é militar e é julgado pela justiça comum. Aliás, não encontro razões para que haja esse ''militarismo estadual'' que é nada mais que um conflito: militar para exercer prevenção aos direitos civis. Por outro lado temos uma polícia civil para qual o militar diverge, por serem doutrinas diferentes. Pode ter havido razões para a existência, mas, nos anos de governos militares, hoje não mais existentes (graças a Deus), chega de ouvir um presidente dizer à uma criança numa entrevista, que se ganhasse salário mínimo se suicidaria com um tiro na cabeça e que preferia o cheiro dos cavalos ao do povo.Isso nuna mais, como também no governo civil um presidente chamar os aposentados de ''vagabundos'', são coisas que têm de acabar.

Sobre militares

Marcos Alves Pintar (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Nunca tive simpatia por militares, e tal tipo de absurdo identificado pelo Ministro Celso de Mello confirma meu sentimento de antipatia por essa classe que nada de efetivo produz, mas que está sempre ávida por se considerar acima dos cidadãos cuja incumbência, em tese, é proteger. As forças armadas merecem ser repensadas nos dias atuais. A possibilidade de uma guerra real envolvendo o Brasil é algo distante e remoto, e ainda que isso ocorra, considerando as deficiências do serviço público de uma forma geral é provável que o País seja varrido de ponta a ponta pelo inimigo, de qualquer forma. Os recursos direcionados aos militares, assim, poderiam ser melhor empregados na educação e saúde, com muito melhores proveitos à sociedade.

Um Ministro de Verdade

Ademilson Pereira Diniz (Advogado Autônomo - Civil)

Esse Ministro só honra a toga. Para se dizer tudo sobre ele, basta dizer que ele incorpora a nova figura do que seja um MINISTRO DE UMA CORTE CONSTITUCIONAL, e isto é muito, diante das nulidades que pululam às miríades por aí intitulando-se "constitucionalistas" e inclusive julgado processos como se estivessem numa discussão "entre compadres". Quanto à JUSTIÇA MILITAR, nada justifica sua existência em tempos de PAZ, sobretudo quanto às POLÍCIAS MILITARES ESTADUAIS que, evidentemente, exercem função de POLÍCIA CIVIL, nada justificando, primeiramente que sejam consideradas como FORÇA AUXILIAR DO EXÉRCITO e depois, que tenham o aparato e a estrutura burocrática e hierárquica aplicável ao EXÉRCITO. Assim, TODO delito de militar das PM deveriam ser julgados pela JUÍZO CIVIL, acabando-se com determinados privilégios castrenses concedidos aos OFICIAIS dessa polícia.

Comentar

Comentários encerrados em 25/11/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.