Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Exame da magistratura

TJ-SP divulga lista de juízes aprovados em concurso

Por 

A Universidade de São Paulo lidera o ranking do número de aprovados no último concurso de ingresso na magistratura paulista. Dos 90 novos juízes, 20 saíram dos bancos da USP. Na segunda colocação desponta a PUC de São Paulo (19), seguida pela Universidade Católica de Santos (Unisantos), com quatro aprovados e pela Unesp de Franca, que teve três aprovados. A relação dos novos juízes foi divulgada na quarta-feira (24/3).

No topo da lista ficou a candidata Ana Rita de Figueiredo Nery, de 27 anos, filha do jornalista Sebastião Nery, formada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Ana Rita foi aprovada com nota 7,95. O edital foi publicado em maio do ano passado. O número de inscritos chegou a 11 mil para 150 vagas, mas o concurso só conseguiu preencher 60% das chances abertas. Dezenove candidatos conseguiram a nota mínima (5,00).

Dos aprovados, a maioria são advogados (54). São 61 homens e 29 mulheres. Os solteiros somam 63 e os casados apenas 24. A média de idade ficou 25 e 35 anos. Nenhum dos novos magistrados paulistas tem menos de 25 anos. Só três candidatos, todos homens, estão acima da média.

As inscrições ficaram abertas de 25 de maio a 8 de junho. Para ter participado do concurso, o candidato deveria ser bacharel em Direito e ter, pelo menos, três anos de atividade jurídica. O salário inicial para o cargo de juiz é de R$ 18 mil. Os candidatos aprovados foram submetidos a três fases: prova de seleção, escrita e oral. Eles ainda passaram por avaliação de títulos.

Em setembro o Tribunal de Justiça divulgou a nota de corte e a relação dos aprovados na primeira fase do concurso. A nota mínima exigida foi 78 em um total de 100. A regra permitiu a aprovação de 335 candidatos que se submeteram ao exame de seleção. Além destes, ainda foram classificados 16 candidatos portadores de necessidades especiais.

Quando apresentou a nota de corte da primeira fase, o presidente da Comissão do Concurso, desembargador Paulo Travain, afirmou que o resultado ficou abaixo do esperado pela banca examinadora. A previsão era classificar pelo menos 400 candidatos para as fases seguintes. “Mas foi o possível, dentro das exigências de um certame como o de ingresso na magistratura paulista”, disse o desembargador.

O edital abriu 150 vagas para juízes do estado. Cerca de 11,6 mil candidatos se inscreveram, mas apenas 9.135 fizeram a prova. O desembargador Paulo Travain disse que com a nota de corte foi possível ultrapassar o dobro do número de vagas do concurso. O primeiro colocado fez 91 pontos e o segundo teve 90 acertos.

Além de Paulo Travain, a comissão do concurso é formada pelos desembargadores Antonio Luiz Pires Neto, José Roberto dos Santos Bedaque e Augusto Francisco Mota Ferraz De Arruda e pelo advogado Manuel Alceu Affonso Ferreira.

Veja a lista:
1º ANA RITA DE FIGUEIREDO NERY
2º GUILHERME LOPES ALVES LAMAS
3º BAIARDO DE BRITO PEREIRA JUNIOR
4º FREDERICO LOPES AZEVEDO    7,65
5º AYMAN RAMADAN  7,55
6º RAFAEL CARVALHO DE SA RORIZ   7
7º EVARISTO SOUZA DA SILVA  6,75
8º LUIZ FELLIPPE DE SOUZA MARINO  6,75
9º NAIRA BLANCO MACHADO 6,75
10º HENRIQUE MAUL BRASILIO DE SOUZA  6,75
11º FERNANDA SALVADOR VEIGA    6,5
12º LIVIA MARIA DE OLIVEIRA COSTA    6,5
13º CARLOS ALEXANDRE AIBA AGUEMI     6,5
14º JOSE ALFREDO DE ANDRADE FILHO   6,4
15º JAMIL NAKAD JUNIOR  6,25
16º CARLOS EDUARDO MONTES NETTO  6,25
17º JOAO PAULO SANTOS DA COSTA CRUZ   6,25
18º SERGIO AUGUSTO DUARTE MOREIRA  6,25
19º ROGE NAIM TENN   6,25
20º MURILLO D´AVILA VIANNA COTRIM  6,25
21º FERNANDO BALDI MARCHETTI   6,25
22º LUIS FILIPE VIZOTTO GOMES    6,25
23º MARIO YAMADA FILHO    6
24º FABIANO RODRIGUES CREPALDI   6
25º DOUGLAS BORGES DA SILVA   6
26º THIAGO HENRIQUE TELES LOPES 6
27º FERNANDA YUMI FURUKAWA HATA 6
28º JULIANA MORAIS BICUDO   6
29º LUIS GONCALVES DA CUNHA JUNIOR 6
30º ANA AGUIAR DOS SANTOS NEVES   6
31º PATRICIA DE ANDRADE COTRIM     6
32º MARA ELISA ANDRADE   5,85
33º JULIANA MORAES CORREGIARI BEI   5,75
34º CINARA PALHARES     5,75
35º ALEXANDRE YURI KIATAQUI   5,75
36º ANDRE FORATO ANHE   5,75
37º FABIO IN SUK CHANG   5,75
38º CINTHIA ELIAS DE ALMEIDA  5,75
39º EDSON LOPES FILHO   5,75
40º MARIA CLAUDIA MOUTINHO RIBEIRO    5,75
41º PATRICIA NAHA    5,75
42º MARIANA DALLA BERNARDINA 5,75
43º FRANCISCO JOSE BLANCO MAGDALENA  5,75
44º VITOR ANHOQUE CAVALCANTI     5,75
45º GLARISTON RESENDE   5,75
46º FILIPE ANTONIO MARCHI LEVADA   5,75
47º RAFAEL ARAUJO TORRES 5,75
48º RAFAEL DA CRUZ GOUVEIA LINARDI    5,7
49º EDUARDO RUIVO NICOLAU     5,7
50º ROGERIO DE CAMARGO ARRUDA   5,5
51º ALEXANDRE VICIOLI   5,5
52º LUCAS PEREIRA MORAES GARCIA  5,5
53º THIAGO MASSAO CORTIZO TERAOKA  5,5
54º LEOPOLDO VILELA DE ANDRADE DA SILVA COSTA  5,5
55º MARCIA YOSHIE ISHIKAWA  5,5
56º DJALMA MOREIRA GOMES JUNIOR 5,5
57º DIOGO VOLPE GONCALVES SOARES     5,5
58º RICARDO AUGUSTO RAMOS      5,5
59º RAFAEL RAUCH   5,5
60º RENATA VERGARA EMMERICH DE SOUZA      5,5
61º PAULO BERNARDI BACCARAT    5,5
62º FABIO ANTONIO CAMARGO DANTAS     5,25
63º RAFAELA DE MELO ROLEMBERG      5,25
64º JOSE LUIS PEREIRA ANDRADE   5,25
65º MARINA SILOS DE ARAUJO     5,25
66º CLAUDIO CAMPOS DA SILVA     5,25
67º MATHEUS DE SOUZA PARDUCCI CAMARGO    5,25
68º LEONARDO FERNANDO DE SOUZA ALMEIDA    5,25
69º CARLA SANTOS BALESTRERI    5,25
70º VIVIANE CRISTINA PARIZOTTO FERREIRA   5,15
71º DOMICIO WHATELY PACHECO E SILVA      5,1
72º MARCELO MACHADO DA SILVA     5
73º ANTONIO CARLOS LOMBARDI DE SOUZA PINTO   5
74º CARLOS AGUSTINHO TAGLIARI   5
75º THAIS FORTUNATO BIM    5
76º ANDRE FIGUEREDO SAULLO    5
77º ANDRE GUSTAVO LIVONESI     5
78º MARTA OLIVEIRA DE SA   5
79º LUCAS EDUARDO STEINLE CAMARGO   5
80º WILLI LUCARELLI    5
81º SABRINA SALVADORI SANDY  5
82º ESTER CAMARGO      5
83º LUIZ HENRIQUE LOREY  5
84º ANDREA COPPOLA BRIAO    5
85º THAIS FEGURI KRIZANOWSKI   5
86º TATYANA TEIXEIRA JORGE 5
87º FABRICIO SIMAO DA CUNHA ARAUJO  5
88º CARLOS EDUARDO SANTOS PONTES DE MIRANDA 5
89º BRUNA ACOSTA ALVAREZ   5
90º THAIS GALVAO CAMILHER   5

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 25 de março de 2010, 0h50

Comentários de leitores

1 comentário

é gratuita....

daniel (Outros - Administrativa)

como é gratuita tem os melhores alunos. Não significa que o ensino ou o corpo DOCENTE é o melhor.
Em geral é uma Instituição elitista e conservadora.
O ideal é exigir de quem estuda em Universidade pública que trabalhe gratuitamente durante o curso ou depois de formado, ou então que indenize o Estado.
Assim, haveria uma igualdade de competição entre públicas e privadas.

Comentários encerrados em 02/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.