Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Classe dos jurisitas

STF indica lista tríplice para vaga de ministro do TSE

O plenário do Supremo Tribunal Federal realizou, na sessão desta quinta-feira (25/3), a eleição dos nomes que compõem a lista tríplice a ser enviada pelo presidente do STF ao presidente da República, para a escolha do ministro do Tribunal Superior Eleitoral, na vaga reservada aos  representantes da classe dos juristas — advogados com notável saber jurídico e idoneidade.

O ministro Marcelo Ribeiro, cujo primeiro mandato termina em 29 de abril próximo, foi o primeiro indicado para compor a lista. Henrique Neves da Silva foi o segundo indicado e Joelson Costa Dias, o terceiro. Todos receberam os votos dos oitos ministros presentes à sessão.

Na composição atual do TSE, Marcelo Ribeiro é ministro efetivo, Henrique Neves da Silva é ministro substituto com mandato até 5 de agosto próximo, e Joelson Costa Dias tem mandato de ministro substituto até 16 de abril de 2011.

Revista Consultor Jurídico, 25 de março de 2010, 15h20

Comentários de leitores

3 comentários

"Jurisitas"?

Igor Zwicker (Serventuário)

Não entendi o título escolhido pelo ConJur, "Classe de Jurisitas". Foi erro de grafia ou rimou com "parasitas" intencionalmente? Porque se foi a segunda opção, penso que o ConJur está perdendo totalmente a credibilidade.

"Jurisitas"?

Igor Zwicker (Serventuário)

Não entendi o título escolhido pelo ConJur, "Classe de Jurisitas". Foi erro de grafia ou rimou com "parasitas" intencionalmente? Porque se foi a segunda opção, penso que o ConJur está perdendo totalmente a credibilidade.

Superpresidente

Daniel André Köhler Berthold (Juiz Estadual de 1ª. Instância)

Sem discutir o mérito nem os nomes especificamente envolvidos, mas a forma, a regra atual.
Significa dizer que o Presidente da República tem o direito de escolher um dos juízes que julgará a conduta dele, Presidente, durante a campanha eleitoral que se aproxima. E este nem é o exemplo mais gritante dessa "ditadura" do Poder Executivo Federal sobre a formação do STF, dos Tribunais Superiores, dos TRFs e dos TRTs.

Comentários encerrados em 02/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.