Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Abraço simbólico

OAB-DF e entidades se manifestam contra intervenção

Em manifestação contra o pedido de intervenção no Distrito Federal, feita pela Procuradoria-Geral da República, a OAB do Distrito Federal e outras 54 entidades da sociedade civil darão um abraço simbólico no Supremo Tribunal Federal. O ato será na quinta-feira (25/3), às 16h, e marca a entrega do manifesto ao presidente do STF, ministro Gilmar Mendes.

Entre as organizações, estão partidos políticos, associações comunitárias e representantes do setor produtivo e comercial. “Esse gesto vai mostrar que Brasília confia muito na capacidade técnica e na sensibilidade jurídica dos ministros da Corte”, afirmou Francisco Caputo, presidente da OAB-DF.

Para o grupo, a entrega do manifesto mostrará que as entidades repudiam os fatos trazidos a público pelas denúncias do Ministério Público em relação aos Poderes Executivo e Legislativo do Distrito Federal. Outro objetivo é exigir uma apuração rigorosa do caso. “A sociedade está vigilante, mobilizada, querendo fazer com que o Distrito Federal volte para a normalidade. Não mediremos esforços para que isso aconteça. Mas não podemos esquecer os graves fatos que foram desvendados com a deflagração da operação Caixa de Pandora. Por isso, exigimos uma apuração profunda e rigorosa do caso e uma punição exemplar para todos os envolvidos”, disse Caputo.

De acordo com o presidente da OAB do Distrito Federal, as instituições não foram abaladas e esta é a mais forte justificativa para um posicionamento contrário à intervenção federal. “A crise não atingiu as instituições. Os nossos serviços públicos continuam sendo prestados, as obras estão andando, fornecimento de água, energia, coleta de lixo, segurança pública, tudo na mais perfeita normalidade. Nós não vivemos em nenhum momento um caos social”. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-DF.

Revista Consultor Jurídico, 24 de março de 2010, 11h40

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.