Consultor Jurídico

Colunas

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mercado Jurídico

Fusão de grupos educacionais desafia advogados

Por 

O escritório Lobo & de Rizzo Advogados foi o responsável pela assessoria da venda do grupo educacional Iuni ao grupo mineiro Kroton. O Iuni Educacional atende mais de 53 mil alunos em cursos de graduação e pós em unidades no Centro-Oeste, Norte e Nordeste do país. Com a aquisição do Kroton, o número de alunos salta para 83 mil e ganha mercado no ensino médio e dos métodos de ensino. O grupo que surge terá presença em dez estados, de todas as regiões do país.

Segundo o advogado Rodrigo Guerra, o desafio maior no processo de venda foi lidar com grupos que compõe diversas instituições espalhadas em estados e regiões diferentes do Brasil. As fases de reorganização societária foram as mais trabalhosas. "Há três anos iniciamos um processo de reorganização societária dentro do grupo Iuni, que já se preparava para uma venda ou uma consolidação", explica. O desafio continuou após a venda para o Kroton, forte na região Sul e Sudeste. Com a fusão, surgiu uma novo grupo e a necessidade de uma reorganização societária, envolvendo negociações com partes em todo o Brasil. Todo o processo levou dez meses para ser concluído.


África e Japão
O Pannone Law Group, presidido pelo brasileiro Alberto Murray Neto, encerrou o último encontro em Genebra, na Suíça, com planos de expansão. Os 21 países membros da rede internacional de escritórios decidiram criar laços com a África do Sul e o Japão. Segundo Murray Neto, com a meta de entrar no continente africano, a África do Sul é o país que mais possui escritórios bem estruturados. O Japão foi incluído por ser considerado uma boa fonte de novos negócios. Os estudos dessas novas alianças devem ser discutidos na próxima reunião da associação, já agendada para 18 de junho de Milão, na Itália. Alberto Murray Neto é sócio do escritório Paulo Roberto Murray Advogados, representante do Brasil na rede internacional. A sede da PLG fica em Bruxelas, na Bélgica.


Intercâmbio de marcas
A sócia do escritório Dannemann Siemsen, Marina Inês Karakanjan visita o Japão para falar sobre Propriedade Intelectual no Brasil, no dia 24/3. O convite veio da Japan External Trade Organization (Jetro) e do Ministério da Economia, Comércio e Indústria da América Latina (Meti). Segundo o escritório, a ideia da palestra surgiu do interesse de empresas japonesas de trazerem sua marca para o Brasil. “O Japão já é o 5º maior depositante de marcas no Brasil. Como a legislação é muito diferente existe a necessidade de esclarecimentos de questões como contratos e remessas de royalties”, explica a advogada.


Fundo canadense
O escritório TozziniFreire assessorou o Alberta Investment Management Corporation (Aimco) no acordo de investimento com a Tarpon Investimentos (Tisa) e a Tig Holding. Pela parceria, o Aimco, que aportará inicialmente US$ 250 milhões, será a âncora de um novo fundo de coinvestimento de ambos, o Special Opportunities Fund, cuja gestão ficará a cargo da Tisa, que entrou com US$ 25 milhões. O Aimco é um dos maiores gestores institucionais de fundos de pensão, fundações e fundos soberanos da província de Alberta, no Canadá, e administra atualmente uma carteira de quase US$ 70 bilhões. O trabalho do escritório foi conduzido pelos sócios Ana Carolina de Salles Freire e Martin Miralles Pose e pela advogada Luciana Xavier da Silveira Renouard.


Pausa para análise
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso participará do almoço mensal do Instituto dos Advogados de São Paulo (Iasp), no Hotel Renaissance, na próxima sexta (26/3). No encontro, FHC profere palestra com o tema “O Brasil no Cenário Mundial”. Para a presidente do Iasp, Ivette Senise Ferreira, é um bom momento “para refletir sobre a situação do Brasil pós-crise e analisar as perspectivas do país para os próximos anos”.


Análises jurídicas
O escritório Rubens Naves, Santos Jr e Hesketh lança, no dia 25 de março, a publicação mensal [em] Revista. Em edição eletrônica, com acesso aberto pela internet, a revista trará textos com análises e tendências do mundo jurídico elaborados pela equipe de 50 advogados do escritório.


PELAS SOCIEDADES

► O Movimento de Defesa da Advocacia (MDA) escolheu seus novos dirigentes, que ficam no cargo até 2012. Marcelo Knopfelmacher, foi eleito como diretor presidente, Paulo Thomas Korte, como diretor adjunto e Rodrigo R. Monteiro de Castro, como diretor financeiro. Outros 59 nomes foram escolhidos para integrar o Conselho do MDA, que será presidido por Roberto Podval, com a vice-presidência de Adriano Salles Vanni.

► Sócio do escritório Mello Martins e Associados, o advogado Marcelo Mello assumiu a presidência da Comissão de Petróleo e Derivados da OAB-RJ. Mello também é membro efetivo da Comissão Especial de Matrizes Energéticas do Conselho Federal da OAB.

► Alexandre Lessman Butazzi é o novo advogado sênior da área cível do Peixoto e Cury Advogados. Formado na FMU e pós-graduado em Direito das Relações de Consumo pela PUC-SP, ele também passou pela Comissão dos Novos Advogados do Instituto dos Advogados de São Paulo.

► O advogado Norberto Marcher Mühle assume a coordenação da área de Infraestrutura e Energia do escritório Emerenciano, Baggio e Associados Advogados. Ele será o responsável pela gestão e acompanhamento de atividades especializadas como contratos, claims, arbitragens e gerenciamento jurídico de obras, além de cuidar dos novos negócios da área.

► O criminalista Davi de Paiva Costa Tangerino, do escritório Vilardi & Advogados Associados, participa do Simpósio de Direito Penal – Instrumento da Cidadania Ambiental. Seu tema são “Crimes Contra a Administração da Justiça: Artigos 69 e 69A”. O evento será em 26 de março, na Faculdade de Direito da UFMG.

► Guilherme Favaro Corvo Ribas é o novo sócio da área de direito regulatório e econômico do escritório Mundie e Advogados. O Mundie tem unidades em São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Porto Alegre e Fortaleza.

► Aloísio Zimmer Júnior, que há mais de 13 anos atua no ensino superior jurídico no Rio Grande do Sul, São Paulo e em Curitiba, tornou-se sócio do escritório Guedes, Juruá, Juchem, Reis e Mello Advogados.

►O Duarte Garcia, Caselli Guimarães e Terra Advogados conta agora com novos cinco sócios: Verônica Sprangim, José Ricardo dos Santos Luz Júnior, Rodrigo Scalamandré Duarte Garcia, Francisco Ribeiro Gago e Flávio Cascaes de Barros Barreto. A sócia Natália Japur foi promovida ao Conselho Consultivo.

 é repórter da revista Consultor Jurídico.

Revista Consultor Jurídico, 24 de março de 2010, 13h25

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 01/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.