Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Furto de documentos

OAB-CE comunica OAB, PF e MPF e pede investigação

Livros, fichas cadastrais e documentos de processos em segredo de Justiça teriam sido levados de imóvel pertencente à OAB próximo à Lagoa da Precabura - Divulgação

A OAB do Ceará está em alerta. O motivo é um furto de documentos que estavam guardados em um imóvel da entidade. Em entrevista coletiva, o presidente da OAB-CE, Valdetário Monteiro, disse que comunicará a Polícia Federal, o Ministério Público Federal e o Conselho Federal da OAB para a investigação do caso. As informações são de O Povo online.

Entre os objetos furtados estão livros, fichas cadastrais e documentos de processos internos em segredo de justiça movidos por advogados contra advogados ou envolvendo juízes, além de nome completo, RG, CPF, histórico profissional e até o tipo sanguíneo de advogados filiados. O acervo da biblioteca da OAB-CE, com cerca de 2.500 livros, e processos dos advogados que teriam sido encaminhados para o local teriam sumido também. 

De acordo com Monteiro, a Ordem vinha recebendo acusações de utilização indevida de dados dos advogados, especificamente na contratação de cartão de crédito e linha telefônica. O presidente da OAB-CE afirmou que a diretoria narra ter encontrado documentos e material de escritório em desordem.

Os documentos e livros foram enviados para imóvel pela gestão anterior. Monteiro acusa a gestão de ter protocolado o processo ou tomado medidas de segurança para resguardar o local. O secretário-geral da OAB-CE na gestão anterior, advogado Croaci Aguiar, negou ter conhecimento de que documentos relevantes tivessem sido enviados ao imóvel. “Se tinha esses documentos lá, precisamos saber quem mandou. Eu não mandei. Os documentos dos advogados continuam no subsolo [da OAB-CE]. É importante que haja uma investigação aprofundada para saber quem foi que mandou”, afirma.

[Foto: Divulgação]

Revista Consultor Jurídico, 16 de março de 2010, 18h25

Comentários de leitores

1 comentário

Acusação grave

Dr. Carlos Rebouças (Advogado Autônomo - Criminal)

A acusação de desvio de processos internos e documentos de inscritos na secção Ceará é grave, deve ser apurada com rigor, em respeito aos Advogados cearenses.
Aguardamos as respostas da Policia Federal sobre o caso.

Comentários encerrados em 24/03/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.