Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

JA ERA TEMPO

tufo (Advogado Autônomo - Previdenciária)

So tenho duas coisas a dizer: "que maravilha!!! Até que enfim!!!"

Será mais uma?

olhovivo (Outros)

Tomara que essa dita "operação" - que nada mais é que simples cumprimento de mandados judiciais - não seja igual àquelas outras (Têmis, Anaconda etc.): muito oba-oba, pirotecnia, subversão de conversas telefônicas e criações mentais.

Operação Circence e isonomia

Gilberto Serodio Silva (Bacharel - Civil)

O ilustre professor universotário que me antecede nos comentários, provavelmente advogado, Habib Tamer Badião, podia explicar como deve ser uma operação policial não circence. Podia também esclarecer como sabia que a "a coisa tava muito escancarada" e que o judiciário de MT fora transformado em "balcão de negócios". Seria só no Mato Grosso? Tem notícia de outros fatos típicos dessa natureza lá e acolá?
Como no dito popular: quem não deve não teme e não se pode atingir aquilo que não existe: honra e dignidade daqueles que servem-se da investidura para práticas criminosas. E tome de esordil pois os desembargador afastado pelo CNJ acreditava na impunidade devido a imunidade da LOMAM, igual advogado que privatiza o munus público.
Haja vista a isonomia constitucional, só falta prenderem aqueles que compraram e pagaram pelas sentenças, bem como anular com novo julgamento.

Operação Asafe

Habib Tamer Badião (Professor Universitário)

Sempre fui contra este tipo de operação circence...mas no caso de TJ de MT a coisa tava muito escancarada e os ditos " magistrados" transformaram o judiciário em balcão de negócios. Acordãos que contrariam os próprios acordãos do mesmo tribunal prolatados na calada da noite e nos períodos de substituição se tornaram rotina naquela Casa de Justiça. Tem que ir a fundo...pessoas deste naipe sujam o judiciário brasileiro e teremos que ter mão de ferro com estes estelionatários.

Parabéns

arno (Bacharel)

É com admiração e respeito que vejo o trabalho dessas pessoas do Judiciário e da Polícia. Se os suspeitos vão ou não ser presos, não importa, na verdade já foram condenados. Para quem tem ou teria de ter vergonha nada pode ser pior do que a condenação moral, que não se mede pelo tempo eis que é eterna na memória do povo.

E o dinheiro......

Carlos (Advogado Sócio de Escritório)

O primeiro passo que é a busca e apreensão corre muito bem.
Os outros passos que são devolverem dinheiro e a pessoa ir presa....aí são outros 500.
Com a lentidão do Judiciário, os crimes acabam prescrevendo. Que o diga PAULO MALUF.

Comentar

Comentários encerrados em 26/05/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.