Consultor Jurídico

Tribunal digital

Processo eletrônico aproxima TJ gaúcho e STJ

O sistema de digitalização de documentos e de transmissão on-line, inaugurado nesta segunda-feira (21/6), vai permitir que o tempo para envio de recursos especiais do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul para o Superior Tribunal de Justiça seja reduzido para 48 horas.

A primeira remessa de 59 processos foi feita nesta segunda-feira. Um acordo de cooperação técnica firmado entre o TJ-RS e o STJ permitirá o recebimento diário de 300 documentos digitalizados. O software é livre, desenvolvido por equipe de servidores do Tribunal Superior, e foi colocado à disposição sem custos.

“A assinatura desse convênio comprova nossa preocupação com a gestão do Judiciário, ao mesmo tempo em que nos mostra, e a toda sociedade, que a nova postura será determinante para o bom e ágil atendimento ao jurisdicionado”, salientou o presidente do STJ, ministro Asfor Rocha. O STJ se tornou o primeiro tribunal de âmbito nacional do mundo a eliminar o papel.

Neste ano, os cinco tribunais regionais federais e os 27 tribunais de Justiça do Brasil encaminharam 79.378 processos recursais ao STJ. Desse total, 23.163 (29,12%) foram do TJ gaúcho. Em 2009, foram 198.760 recursos encaminhados, dos quais 44.059 (22%) tiveram o Rio Grande do Sul como origem.

O TJ-RS era um dos três tribunais que ainda não transmitia, via digital, os recursos especiais. Agora, restam os tribunais estaduais de São Paulo e de Minas Gerais para integrarem a grande rede que tramita recursos ao STJ virtualmente. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 22 de junho de 2010, 1h12

Comentários de leitores

1 comentário

AGILIDADE PROCESSUAL

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Seria interessante que o Presidente do Tribunal de Justiça de São Paulo desse um pulinho a Porto Alegre e veja como funciona o Poder Judiciário do Rio Grande do Sul, em vez de quedar-se em seu gabinete e jogar a culpa da greve (diga-se justíssima) dos servidores da justiça de São Paulo para cima do Governop Estadual. Outro ponto a se observar é a liderança das decisões gaúchas nos Tribunais Superiores. Bem estudadas e acertadas, superando a liderança das decisões do Tribunal de Justiça de São Paulo nos Tribunais Superiores. Parabens a Justiça do Rio Grande do Sul.

Comentários encerrados em 30/06/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.