Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Mensalão do DEM

PF encontra R$ 280 mil em quintal de promotora

A Polícia Federal encontrou cerca de R$ 280 mil, discos rígidos e CD's enterrados no quintal da promotora Deborah Guerner, acusada de ter recebido propina do mensalão do DEM, segundo a Folha.com.

A PF ainda não tem prazo para terminar a perícia. Também foi apreendido R$ 1 milhão na casa de um empresário na operação, que cumpriu 10 mandados de busca e apreensão na segunda-feira.

A operação foi feita por ordem do Tribunal Regional Federal da 1ª Região para levantar documentos sobre os contratos de limpeza urbana do governo do Distrito Federal, mais uma frente de apuração do escândalo do mensalão do DEM.

Os alvos da PF foram Deborah Guerner e empresas com contratos do lixo com o governo, e que envolveriam o chefe do Ministério Público do Distrito Federal, Leonardo Bandarra. Eles negam participação no esquema.

Segundo o delator do mensalão, Durval Barbosa, Bandarra recebeu mais de R$ 1,6 milhão de propina, além de mesada, para interferir no Ministério Público e impedir investigações sobre os contratos do lixo.

De acordo com Barbosa, a promotora seria a intermediária da negociação. Em uma das conversas, segundo depoimento de Barbosa, a negociação foi feita na sauna da casa da promotora.

Bandarra e Deborah Guerner também são investigados pelo Conselho Nacional do Ministério Público. Os conselheiros viram indícios "graves" de participação dos dois no mensalão do DEM.

Revista Consultor Jurídico, 17 de junho de 2010, 13h59

Comentários de leitores

10 comentários

DINHEIRO EM PENCAS

Cláudio João (Outros - Empresarial)

A única desculpa dela será que pensou que dinheiro nascesse como grama.

Que (i) legal

hermeto (Bacharel)

E são estas a personalidades que opinma nos processos, onde se procura a JUSTIÇA.

Promotora cultivando dinheiro!

Diego. S. O. (Advogado Autônomo - Civil)

A Promotora levou a sério aquela frase de "que nessa terra tudo que se planta cresce!"
Azevedo. Quem te garante que essas pessoas passaram devidamente pelo Concurso Público? Essa semana pegaram um quadrilha de fraudadores de concurso Público, as vagas variavam de R$ 50.000,00 até R$ 300.000,00.
Falcatrua existe em todas as áreas, Médicos, Engenheiros, Juízes, Promotores, Defensores, Administradores, Pastores e Padres, Vendedor de Picolé... Acho que os únicos que não se metem em falcatrua são os Políticos.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 25/06/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.