Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Briga de vizinhos

Assessor do MPF é acusado de matar advogado a tiros

Um assessor de comunicação do Ministério Público Federal foi acusado de matar a tiros o advogado integrante da Comissão de Fiscalização e Exercício Profissional da OAB em Santa Catarina, Rodrigo da Luz Silva. Brigas e divergências de condomínio são apontados pela Polícia como os motivos para o assassinato do advogado que era síndico do Condomínio Villagio, no Bairro Campeche, em Florianópolis. Os dois residiam no mesmo prédio.

O assessor foi preso em flagrante, instantes depois, num mato ao lado do condomínio por policiais rodoviários que teriam escutado os disparos. O presidente da OAB em Santa Catarina, Paulo Borba, disse que Rodrigo era um advogado militante pela instituição. No início da semana, havia sido nomeado para integrar uma comissão na Seccional. A OAB anunciou que irá acompanhar o trabalho da Polícia. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB.

Revista Consultor Jurídico, 12 de junho de 2010, 16h53

Comentários de leitores

1 comentário

Estamos bem servidos ....

Le Roy Soleil (Outros)

O sujeito é agente público do MPF.
O Ministério Público DEVE dar o exemplo SEMPRE.
Inaceitável que mantenha em seus quadros um homicida, um bandido desse naipe.

Comentários encerrados em 20/06/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.