Consultor Jurídico

Comentários de leitores

6 comentários

Como é mesmo?

Fatinha (Estudante de Direito - Administrativa)

Pedofilia doença? Não chamo de doença, chamo de um covarde, semvergonha, safado, vagabundo.

E,será solto?

Neli (Procurador do Município)

Pedófilo,estuprador,em suma,quem comete atentado sexual,deveria uma pena rigorosa.

Pedofilia e medida de segurança

PM-SC (Advogado Autônomo - Civil)

Não importa se pedofilia é doença ou não. O que deve importar à aplicação da justiça, é se o autor desses atos apontados como perversos e altamente prejudiciais às vítimas, estando solto, sempre repetirá a prática delituosa, mesmo depois de condenado e devidamente apenado. Isto ocorrendo, o melhor remédio é não dar-lhe pílula, nas sim mantê-lo preso sob medida de segurança, para que novas vitimas não se submetam aos seus instintos maléficos.

Pedofilia é doença mental passível de semi e inimputabilidad

helena (Psicólogo)

Absolutamente absurda a afirmação que pedófilos são passíveis de inimputabilidade ou semi-inimputabilidade, somente porque, segundo o DSM-IV, trata-se de um transtorno no qual o sujeito é capaz de entender a dimensão criminosa do seu ato, mas sob o pretexto da perda do controle dos seus impulsos lhe deve ser atribuída a semi-imputabilidade. Busca-se nas neurociências explicações pouco convincentes para explicar a pedofilia, quando esta é uma modalidade subjetiva perversa. O pedófilo não só sabe o que faz como a maior parte dos seus crimes é premeditada. O pedófilo não reconhece e não aceita os limites impostos pela lei, e quer fazer valer sua própria lei, dizendo que pode dispor ao seu bel prazer do corpo de crianças, a revelia das leis da cidade. Inadmissível a inimputabilidade associada ao alcoolismo, alias que belo argumenta para os advogados de defesa destes criminosos! Podem ocorrer de fato episódios de abuso de menores em pacientes portadores de demência senil e em algumas esquizofrenias, o que aliás não é tão comum assim. Admitir que a pedofilia não é um ato perverso, e um crime hediondo é um perigoso precedente jurídico que deveria receber uma profunda reflexão dos nossos juristas.
Helena Watson
Dra. em Psicologia Clínica
Psicóloga/Psicanalista

Inaceitável

Cleyton Alirio da Silveira (Advogado Associado a Escritório)

Data vênia o entendimento do articulista, entendo que este sistema de avaliação dos criminosos, quando da individualização da pena, é, ou deveria ser, o ideal. No entanto, ao que parece, o douto psicólogo generalizou seu comentário de uma forma inaceitável, pelo menos para este comentarista, haja vista que coloca em patamares iguais o pedófilo que se "satisfaz" na frente de um computador e àquele que segue, perturba, constrangeme e estupra uma criança. Ou seja, equiparou-se o pedófilo fantasioso, com o criminoso que parte para as vias de fato. Logo, é inadmissível entender este tipo de indivíduo como um ser inimputável ou semi-imputável pelo simples fato de ter cometido um crime de pedofilia. Caso contrário, estar-se-ia punindo o estuprador que comete o crime contra uma mulher adulta, e absolvendo este mesmo estuprado caso ele tenha estuprado, ou cometido um ato de atentado ao pudor contra um criança.

PISICOLOGOS E PISICOLOGIA SÓ FREUD EXPLICARIA !

Luiz Pereira Carlos (Técnico de Informática)

No inicio do mundo Adão e Eva provavelmente protagonizaram o incesto e nos deixaram uma origem genética...
*
Os índios em suas tribos também sabemos que culturalmente permearam pelo caminho da humanidade nesse "natural" sentido...
*
No inicio do modernismo havia costumes dessas origem genéticas já sendo transformados em bigamias...
*
Com o avanço social e das normas tais atitudes passaram a ser repudiadas, mas permaneciam presentes, porem bastante camufladas, dando ênfase ao capitulo dos dez mandamentos de não desejar a mulher do próximo...
*
Aparece a figura Freudiana e da psicológica e começa estudar sobre visão doentia do gene indutor da humanidade como grave doença...
*
Por outro lado, esses mesmos estudiosos que num recente passado pregavam a homofobia hoje liberam com inclusive consentimento legal, assistidos por que cuida da criança e as entrega para adoção...
*
Leio nos jornais uma estarrecedora notícia de que um homem de costumes pré-históricos abandonado no meio do mato sem qualquer tipo de cultura e ou assistência constituiu sua família do tipo Adão e Eva...
*
Agora vejo essa matéria dos estudiosos que querem entender a pedofilia em face de estudos que mede até o tamanho do pênis, entre outras absurdas conjecturas do lobo frontal, etc...
*
Como avaliar!?
*
Afinal, seres humanos vivendo como animais amontoados e enchafurdados nos becos e viela dos grandes centros sem cultura, sem os elementos básicos que solidificam o conceito social, podem ser analisados como criminosos ou como psicopatas!?
*
-Será que existe hipocrisia nesses estudos, qual é o limite entre genetico-criminoso-pisicopatico que leva pessoas regredirem as origens oras aceitas outras repudiadas!?

Comentar

Comentários encerrados em 18/06/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.