Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Transmissão ao vivo

STJ sedia conferência sobre ética no Judiciário

O Superior Tribunal de Justiça sedia, nos próximos dias 4 e 5 de agosto, a I Conferência Mundial sobre Transparência, Ética e Prestação de Contas dos Poderes Judiciários. O evento, organizado em parceria com o Instituto do Banco Mundial e o Conselho da Justiça Federal, contará com a participação de cerca de 200 autoridades. Entre eles, pesquisadores e magistrados das Américas, da Europa e da África. Além disso, terá a presença de mais de 500 participantes de todo o país que se inscreveram pela internet.

Quem não puder conferir a Conferência pessoalmente no auditório externo do STJ, contará com o apoio da tecnologia para não perder nenhum minuto da reunião. Isso porque o evento terá transmissão ao vivo no site www.stj.jus.br desde a cerimônia de abertura, às 9h do dia 4 de agosto, até a mesa de encerramento, às 18h10 do dia 5. Para assistir, basta acessar o link que estará disponível no hot site da Conferência Mundial dentro da página do STJ.]

A programação oficial do evento também já está disponível na internet. Na Conferência serão apresentados diagnósticos sobre transparência e prestação de contas dos Poderes Judiciários de cinco países: Brasil, Chile, Costa Rica, Paraguai e Uruguai. Também serão feitos quatro painéis nos quais magistrados, consultores e pesquisadores vão debater as experiências vitoriosas e sugerir formas de cooperação que facilitem a implementação de medidas que tornem os tribunais mais transparentes e mais próximos dos cidadãos.

Além disso, durante a conferência será entregue a primeira edição internacional do Prêmio Innovare — uma iniciativa do STJ, do Instituto Innovare e da Cúpula Judicial Ibero-Americana — que vai congratular experiências de sucesso em termos de gestão e modernização da Justiça. Com informações da Assessoria de Imprensa do STJ

Revista Consultor Jurídico, 31 de julho de 2010, 8h35

Comentários de leitores

1 comentário

Divulgação sem contestação não é TRANSPARÊNCIA

Plinio Marcos Moreira da Rocha (Técnico de Informática)

Prezados,
Não reconheço qualquer "transparência" quando, apenas e tão somente, se divulga atos e decisões, no caso judiciais, sem que haja, um concreto, meio formal, ou informal, de se questionar a legalidade, a legitimidade, a lisura, de tais atos ou decisões.
Por assim pensar, efetuei inscrição na 7ª edição do Prêmio INNOVARE que foi indeferida, conforme o documento STF x CNJ Subordinação Mútua - INDEFERIDA INNOVARE, http://www.scribd.com/doc/33829843/STF-x-CNJ-Subordinacao-Mutua-INDEFERIDA-INNOVARE.
Saliento que minhas práticas inscritas na 6ª edição do Prêmio INNOVARE foram DEFERIDAS.
Abraços,
Plinio Marcos

Comentários encerrados em 08/08/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.