Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Pedido de providências

Advogados de SP reclamam de atendimento de banco

A Associação dos Advogados de São Paulo (Aasp) enviou um ofício à Corregedoria-Geral da Justiça de São Paulo pedindo para que convoque representantes do Banco do Brasil para discutir melhorias no atendimento aos advogados. A entidade também oficiou o banco sobre a questão.

De acordo com uma nota divulgada pela Aasp, "há um crescente número de reclamações contra o atendimento prestado pelo Banco do Brasil, e consequentemente pela Nossa Caixa — adquirida pelo banco federal —, nos serviços relacionados ao exercício da advocacia, inclusive naqueles decorrentes de processos das Justiças Federal e do Trabalho". A nota diz, ainda, que "falta informação e há descaso e confusão no atendimento aos advogados, além de demora no levantamento de informações, filas intermináveis, não entrega imediata de recibo e impossibilidade de fazer mais de uma TED e retirada em espécie".

A Aasp afirma também que "ocorrem fechamentos inoportunos dos Postos de Atendimento Bancário (PAB), sem contar a ausência de atendimento preferencial para idosos nas agências". O texto da nota informa que "existem dificuldades injustificadas para o recolhimento de guias de oficial de Justiça e cobrança de valor para tal recolhimento, e a recusa de fornecimento de informações sobre conta a pessoas credenciadas pelo advogado, sob o pretexto de que as informações somente podem ser prestadas por meio da internet".

A entidade afirma, ainda, que esses problemas já foram, em diversas oportunidades, "relatados aos representantes do Banco do Brasil, inclusive por meio de reuniões presenciais, sem qualquer melhoria das condições".

A revista Consultor Jurídico enviou mensagem à Assessoria de Imprensa do Banco do Brasil para questionar a solução desses problemas. No entanto, até a publicação desta notícia não houve retorno. Com informações da Assessoria de Imprensa da Aasp.

Revista Consultor Jurídico, 16 de julho de 2010, 15h57

Comentários de leitores

8 comentários

BANCO DO BRASIL E O ATENDIMENTO FORENSE

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Sabem o que é "TED PROGRAMADA"? É uma invenção do Banco do Brasil instalado no Forum para ficar com seu dinheiro de 7 a 10 dias sem pagar juros. Ladrões, salafrarios, incapazes, malcriados, preconceituosos (não gostam de advogados e nos chamam de "merdas engravatados", alias, com muita razão, pois a OAB está pouco se lixando com seus filiados. Queria que o amigo "Urso" fôsse, pessoalmente, levantar dinheiro no Banco do Brasil do Forum, para ver o quanto doi uma saudade (Nossa Caixa)

BANCO DO BRASIL E O ATENDIMENTO FORENSE

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

A mudança do atendimento dos advogados da Nossa Caixa para o Banco do Brasil é uma catastrofe, para não dizer uma "merda". O desrespeito é total (por este motivo uso a palavra "merda". Seus funcionários estão pouco se lixando se nós somos ou não advogados. Para eles somos "merda engravatada", como já ouvi dizer. Chegaram ao cúmulo de inventar "TED PROGRAMADA"

Desrespeito total aos consumidores dos serviços bancarios

Silva - advogado (Advogado Autônomo)

O caso retratado não trata-se de caso isolado. Isto tem a ver com as políticas adotadas pelos setor bancário em cada vez mais disponibilizar espaço fisico para somente dois ou tres caixas por agencia, sendo um para atendimento preferencial. A politica visa que o consumidor seja forçado a ir para os atendimentos eletronicos, internetbank, agencias lotéricas (sem qualquer conforto e segurança).
No mes passado fiz queixa junto a CNJ em relação a agencia da CEF instalada na Justiça Federal de Maceio -Alagoas, a qual está se negando a fazer os pagamentos aos beneficiários de RPV - Requisições de Pequeno Valor, o que representa eum grande absurdo, pois se a agencia foi instalada lá dentro é para atender a demanda dos atos envolvidos naquela seção judiciária.
Mas como os diretores de fiscalização do Banco Central estão mais preocupados com o pós saída do banco (contratação por grandes grupos financeiros) estão pouco lixando para a população.
No caso acima mantive contato por escrito anteriormente com o juiz federal diretor do Foro e o mesmo informou que não tinha nada a ver com isto e que me dirigisse ao juiz do feito, que na realidade é o mesmo.
Ocupar uma cargo de destaque é muito bom, o dificil é fazer juz a ele com qualidade no seu desempenho.
Estamos cada vez mais abandonados. Basta tão somente os administradores tirarem o traseiro das salas refrigeradas e irem para as enormes filas que se formam por ai. Deste modo sentirão o drama. Mas como são tratados como reis quando adentram nas agencias,pelo seu cargo, não sentem as dificuldades.

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 24/07/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.