Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Investigação concluída

Uriel Aleixo reassume presidência da subsecção

O advogado Uriel Carlos Aleixo será reconduzido ao cargo de presidente da 39ª Subsecção da OAB de São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo. A eleição em que foi vencedor foi colocada em dúvida porque na seção eleitoral 402 três inadimplentes votaram e a lista de eleitores não correspondeu ao número de votos da urna. Após seis meses analisando o caso, a Comissão Eleitoral da OAB-SP decidiu tirar o seu concorrente, Leandro Aguiar Piccino, da presidência e proclamá-lo vencedor da eleição.

Segundo o presidente da Comissão Eleitoral, Márcio Cammarosano, a diferença de votos entre a Chapa 1 e a Chapa 2, ainda que descontando os três inadimplentes, dão a vitória à Chapa 1. A decisão foi unânime. “A Comissão trabalhou com total independência, autonomia e isenção para avaliar e decidir”, ressaltou o presidente da OAB-SP, Luiz Flávio Borges D’Urso.

A comissão proclamou e declarou vencedora da eleição de novembro de 2009 para a subsecção de São Bernardo do Campo, triênio 2010-2012, os integrantes da Chapa 1. “Isso, sem prejuízo e reconhecimento do valor e empenho dos colegas e da diretoria que agora, por fora de decisão, será substituída”, destaca Cammarosano, que lembra que dessa decisão cabe recurso ao Conselho Seccional, sem efeito suspensivo. A posse de Uriel Aleixo é imediata.

Uriel comemorou a decisão porque considerou uma reparação à injustiça sofrida. “Essa vitória coloca os pingos nos is e em dupla importância. O retorno ao cargo para o qual fui legitimamente eleito e por lavar a honra”, desabafa, lembrando as suspeições que foram lançadas contra ele durante o processo. Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB-SP.

Revista Consultor Jurídico, 8 de julho de 2010, 19h13

Comentários de leitores

1 comentário

OAB-SP

acdinamarco (Advogado Autônomo - Criminal)

CÁ, COMO LÁ, FANTASMAS HÁ !!!!!

Comentários encerrados em 16/07/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.