Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Em família

Cunhado de Rosinha Garotinho assume prefeitura

O presidente da Câmara dos Vereadores de Campos dos Goytacazes (RJ), Nelson Nahim de Oliveira, assumiu nesta segunda-feira (5/7) a prefeitura do município, no lugar da prefeita. O vereador ocupou o lugar de Rosinha Garotinho, cassada pelo Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro, por uso indevido dos meios de comunicação para sua candidatura nas eleições municipais de 2008. As informações são da Agência Brasil.

Nahim de Oliveira é irmão de Antony Garotinho, marido de Rosinha. O vice, Francisco de Oliveira, também foi cassado no mesmo processo. Nahim assumiu o cargo em sessão extraordinária na Câmara. “Serei um prefeito de todos os campistas. Vamos saber se tem algo de errado em algum setor e corrigir. Vamos ouvir mais os setores e fazer de tudo para ser o melhor possível”, afirmou Nahim em seu discurso.

Com a posse de Matoso como presidente interino, a vice-presidência da Câmara fica vaga, permanecendo como primeiro e segundo secretários, respectivamente, os vereadores Altamir Bárbara e Antônio Marcos da Silva.

Na quinta-feira (1º/7), o Tribunal Superior Eleitoral negou liminar a Rosinha e Francisco de Oliveira. O relato, ministro Marcelo Ribeiro, destacou que o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro já tinha analisado provas e concluído pelo abuso do poder econômico e uso indevido dos meios de comunicação. Para ele, reformar o julgamento demanda o reexame de fatos e provas, “o que não se admite em sede de Recurso Especial”.

A Assessoria de Imprensa da ex-prefeita afirma que a acusação é passível de punição com multa e não afastamento do cargo. Rosinha entrou com uma ação no TSE para análise de reconsideração da determinação do ministro Marcelo Ribeiro. Além da cassação, o TRE determinou a inelegibilidade de ambos durante três anos, o que inviabilizará uma possível candidatura até 2011.

Revista Consultor Jurídico, 5 de julho de 2010, 18h43

Comentários de leitores

1 comentário

Antigamente mudavam pelo menos os mosquitos...

Zerlottini (Outros)

Agora, nem isso. Continua tudo em família. Estamos voltando à Idade Feudal, no Brasil, onde todo reduto político acaba virando um feudo de uma determinada família. Maranhão, com os Sarneys, Bahia, com os Magalhães - e agora, Campos dos Goytacazes, com a família "Molequinhos"...
E o Planalto, com a petralhada... Ê, BRASIL!!!
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Comentários encerrados em 13/07/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.