Consultor Jurídico

Notícias

Caminho livre

Presidente da Câmara do DF, renuncia ao cargo

O presidente afastado da Câmara Legislativa do Distrito Federal, Leonardo Prudente (sem partido) comunicou oficialmente sua renúncia ao cargo nesta segunda-feira (25/1). Ele encaminhou um comunicado à Mesa Diretora da Câmara, informando sua decisão. O documento, datado com o último dia 21, foi recebido pelo corregedor, deputado Raimundo Ribeiro (PSDB). A informação é da Agência Brasil.

Segundo Ribeiro, pelo regimento interno, a renúncia não retira do cargo de vice-presidente o deputado Cabo Patrício (PT), que comanda a Casa desde o afastamento de Prudente, determinado pela Justiça. A Câmara Legislativa tem sete dias para eleger o novo presidente, e o assunto começou a ser discutido na tarde desta segunda-feira (25/1), depois que Patrício convocou os deputados.

O deputado Raimundo Ribeiro afirmou que o esclarecimento feito na sexta-feira (22/1) pelo juiz da 7ª Vara da Fazenda Pública, de que a CPI da Codeplan não ficou extinta com o afastamento das investigações de oito deputados citados na Operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, deverá ser acatado pelo presidente da comissão, Alírio Neto (PPS). Ele havia declarado que ela estaria extinta com a decisão do juiz.

Revista Consultor Jurídico, 25 de janeiro de 2010, 21h32

Comentários de leitores

3 comentários

os porcos fogem e depois voltam ao chiqueiro

hammer eduardo (Consultor)

Se alguem ainda podia se "dar ao luxo" de ter duvidas quanto ao estado de ESCULHAMBAÇÃO fora de controle que campeia solta no Brasil , este dantesco episodio de Brasilia serviu para acordar os mais sonolentos, se é que alguem ainda pode se dar a tal tipo de "luxo" nesta altura do campeonato.
O cinismo , o escarnio , a desfaçatez de uma quase certeza de impunidade total fazem deste episodio grotesco um painel perfeito do Pais sem NENHUM controle onde quadrilhas de VAGABUNDOS abjetos controlam setores importantes com a certeza pratica de um manto de impunidade. O material FARTAMENTE DOCUMENTADO que as redes de tv mostraram a exaustão demandaria AO MENOS alguma forma de intervenção federal naquela ZONA que chama de des-governo estadual de Brasilia.
O unico consolo é ver uma parte da População consciente se batendo diariamente contra aquela nojenta guarda pretoriana do arrudinha do painel . A que ponto chegamos não a ponto da baderna administrativa mas sim a nivel da maquina publica que apodreceu a ceu aberto e NINGUEM FAZ NADA A RESPEITO , esta tudo "normal" quando na realidade deveriamos dizer que esta tudo é "dominado" , expressão fartamente utilizada pelos traficantes de drogas do Rio de janeiro em relação a seus feudos conquistados a bala e sem interferencia do poder publico de forma significativa. Por comparação Eu afirmo que os Traficantes do Rio de Janeiro são pessoas super-respeitaveis comparados com essa corja que merecia ir para "el paredon" se isto aqui fosse um Pais minimamente serio o que certamente não ocorre. O pior é que mesmo renunciando , fica a certeza que daqui a pouco este VAGABUNDO certamente reaparecerá , é a sagração da ZONA TOTAL!

Mais um fujão...

Zerlottini (Outros)

Ele fez o mesmo que o chefe da quadrilha dele, o Arrudão: renunciou (fugiu) pra não ser cassado. Tinham é que botar esse cara na porta da assembléia do DF e plantar-lhe o pé no fim da coluna (na bunda) e expulsá-lo da política por, pelo menos, uns 50 anos. O mesmo destino do "capo maggiore", o Arruda.
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Perfeito

JCláudio (Funcionário público)

Tudo perfeito. Tudo está transcorrendo como foi combinado. Assim vão conseguindo tempo para acabar com qualquer possibilidade de apuração pela Câmara Distrital desta farça montada pelo cretino do Durval Barbosa.

Comentários encerrados em 02/02/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.