Consultor Jurídico

Notícias

Mensalão do DEM

Presidente da OAB-DF é advogado do governador

As notícias sobre o pedido de impeachment do governador José Roberto Arruda (ex-DEM, hoje sem partido) feito pela ex-presidente da entidade, Estefânia Viveiros, não estão mais disponíveis do site da OAB-DF. A assessoria de imprensa da entidade diz que houve um problema técnico. O escritório do novo presidente da OAB-DF, Francisco Caputo, defende Arruda contra as acusações que vem sofrendo.

De acordo com o site do jornalista Sidney Rezende, o site da OAB do Distrito Federal saiu do ar na quinta-feira (7/1) e só voltou nesta sexta-feira, sem informações relacionadas a atuação da ex-presidente da entidade, Estefânia Viveiros. Às 18h25 desta sexta-feira o site da entidade estava novamente fora do ar, com o comunicado: "Em breve. Site fora do ar para reformulação. Agradecemos a compreensão. OAB/DF".

De acordo com a assessoria de imprensa da OAB-DF, o site saiu do ar para atualizações e, durante esse procedimento, aconteceu um erro técnico que apagou alguns textos de 2008 e 2009. Por isso, resolveram tirar a página do ar para publicá-los novamente.

As notícias que sumiram foram sobre o trabalho de Estefânia durante o segundo semestre do ano passado, justamente no momento em que o chamado "escândalo do mensalão do DEM" começou. Além do impeachment de Arruda e do vice-governador Paulo Octávio (DEM), a OAB também encaminhou à Justiça representações por quebra de decoro parlamentar contra mais oito deputados distritais e dois suplentes.

O escândalo do mensalão do DEM de Brasília começou no dia 27 de novembro de 2009, quando a Polícia Federal deflagrou a operação Caixa de Pandora. No inquérito, o governador José Roberto Arruda é apontado como o comandante de um esquema de distribuição de propina a deputados distritais e aliados.

Assim que o escândalo veio à tona, a OAB-DF entrou com pedido de impeachment contra o governador Arruda. A entidade, comandada na ocasião por Estefânia Viveiros, pediu também a cassação dos deputados envolvidos no suposto esquema de pagamento de propina e fez manifestações.

Leia a nota de esclarecimento da OAB-DF
A Assessoria de Imprensa da OAB-DF informa que o site da instituição está em fase de reformulação e atualização de dados, uma vez que apresentava os nomes e dados da gestão anterior em seu conteúdo. O processo de mudança acarreta adequações e pode produzir falhas de funcionamento. Para evitar transtornos e apresentações incompletas, o site estará fora do ar pelos próximos dias. Assessoria de Imprensa OAB-DF

*Com informações do portal G1.

Revista Consultor Jurídico, 8 de janeiro de 2010, 18h25

Comentários de leitores

8 comentários

"Eu quero é maaaiisssss ..."

Roberto MP (Funcionário público)

O título é um bordão de um setorista esportivo daqui, quando seu time faz um gol. Já teve dinheiro na cueca, depois foi na meia. Teve o "nosso Delúbio", o "querido Zé", o mensalão, o mensalinho, o Lulinha milionário, os cartões corporativos. Mas, pegando gancho, eu quero é mais coisas desse tipo, mais corrupção, mais malversação, mais improbidade administrativa, mais mensalão, mais mais, pois eu quero ver o limite dessa desfaçatez, desse cinismo. E a OAB? Ah a OAB, a sigla deve ter outra definição, alguém se habilita?

O "Arrudão"...

Zerlottini (Outros)

Esse sujeito tem de ser "caçado" e não simplesmente cassado. Ou vão deixar que ele apronte mais uma? Quando ele aprontou a primeira - ele e o "Toninho Malvadeza", eles fugiram do congresso para não serem cassados. Aí, os idiotas da Bahia reconduziram o Toninho e os idiotas de Brasília elegeram o Arruda como governador deles. O Toninho, felizmente, foi chamado pelo demônio. E o Arrudão continuou aí, roubando. Mais uma vez, eu afirsmo, com todas as letras: POLÍTICO SAFADO É PLEONASMO VICIOSO!
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Pane seletiva

Thales A. Treiger (Defensor Público Federal)

Lamentavelmente, a OAB dos tempos de juristas do escol de Raimundo Faoro já se foi. O que hoje vemos é uma pane seletiva para atender aos interesses do escritório de advocacia do Presidente de uma das seccionais mais importantes do país? É isso mesmo?

Ver todos comentários

Comentários encerrados em 16/01/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.