Consultor Jurídico

Notícias

Guerra com a Record

Globo não consegue liminar para impedir paródia

Por 

A guerra entre as TVs Globo e Record não está apenas no noticiário das duas emissoras, que eventualmente se “atacam” na telinha. A Globo quer impedir a concorrente de fazer paródia de seus personagens e entrou na Justiça para conseguir cessar a veiculação do programa do humorista Tom Cavalcanti, que já foi da Globo. Em primeira instância, o pedido de tutela antecipada foi negado. A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro manteve a decisão.

O desembargador Ronaldo Rocha Passos entendeu que a decisão da juíza Mônica Lima Quindere, da 5ª Vara Cível do Rio, não merece reforma. Nela, a juíza nega o pedido de antecipação de tutela por constatar que não estavam presentes os pressupostos, além de levar em conta as provas nos autos e os argumentos da defesa.

A Globo Comunicação e Participações entrou com ação contra a Rádio e Televisão Record, para que a emissora pare com as paródias dos programas produzidos na Rede Globo. Sustenta que ao fazer a paródia, a Record pratica concorrência desleal. Já a Record diz que age dentro dos limites da paródia e da liberdade de expressão.

Em primeira instância, o pedido de tutela antecipada foi negado. A Globo recorreu ao TJ fluminense através de Agravo de Instrumento. Disse que a tutela é necessária já que a Record se aproveita dos talentos da emissora. Afirmou, ainda, que no programa veiculado pela Record e apresentado por Tom Cavalcante, são feitas paródias não só dos programas, como dos profissionais contratados com exclusividade pela Globo. Pediu que o Judiciário proibisse a Record de imitar programas ou apresentadores sob pena de multa de R$ 100 mil para cada violação.

O desembargador Ronaldo Rocha Passos negou o recurso da Globo em decisão monocrática. A Globo entrou com agravo interno contra a decisão do relator. A 3ª Câmara, por unanimidade, manteve a decisão de Passos.

Processo 0008794-93.2009.8.19.0000

 é correspondente da Consultor Jurídico no Rio de Janeiro.

Revista Consultor Jurídico, 5 de janeiro de 2010, 4h45

Comentários de leitores

2 comentários

DUALISMO

dinarte bonetti (Bacharel - Tributária)

A situação do telespectador vai de mal a pior.
A globo, outrora o JORNAL OFICIAL do governo da ditadura, e que lhe deu suporte e condições privilegiadas para o crescimento geometrico de suas emissoras e retransmissoras, continua exercendo seu poder para tentar controlar mentes e corpos.
E surge no horizonte o alter ego dessa barbaridade: a TV record, largamente subsidiada pelos fiéis da Igreja do Bispo Edir Macedo, que se ve numa cruzada santa para divulgar sua fé. Nao tenta tão explicitamente ainda a manipulação descarada da Globo,
mas não indica que não o fará, quando tiver o poder Global.
Nossas leis nesta área, são a consequencia direta do poder dessas controladoras da midia: não exite lei.
Eles podem manipular informações, eleger presidentes, tentar desestabilizar o país para que outro não se reeleja. O mal que isso faz ao país, só se compara à época dos regimes ditatoriais a pleno vapor.
Um desserviço à democracia, e que ainda nos vai custar muito caro.

guerra santa

hammer eduardo (Consultor)

E prossegue a cruzada da "grobu" contra os meliantes de "bibra" embaixo do braço , pelo visto isto ainda vai bem longe pois a munição de ambos os lados é bastante pesada.
O famoso padrão Globo de qualidade ja começa a mostrar certo cansaço e aos poucos vão perdendo profissionais contratados a peso de ouro pelos "bispos" do sagrado "171". A propria divisão de reportagens da Record ja começa a alcançar perigosamente a outrora isolada Globo. Lembremos que o famosissimo Jornal nacional é uma verdadeira pipa ao sabor dos ventos da emissora do Jardim Botanico , aquilo ali é um show de "murismo" sempre dando uma no prego e outra na ferradura. Obvio que a Record ainda esta muito longe de ameaçar de FATO porem no dia a dia , ja esta incomodando cada vez mais em escala geometrica , afinal consideremos que grana para irrigar tais investimentos pesados é o que não falta pois os ignorantoides que dividem suas parcas miserias com os "bispos 171" é que na outra ponta do processo terminam subvencionando esta festa televisiva.
O que mais incomoda a Globo fora isso tudo das parodias , são as copias DESCARADAS de sua joia da coroa ( big brother ou "big bosta" que acho mais apropriado) na forma daquele patetico "a fazenda" onde se ve diariamente aquele desfile de mediocres e inodoros buscando das formas mais sordidas alcançar o premio de 1 milha na mão.
Esta guerra ainda vai longe e a unica conclusão que posso chegar é aquela de que "eles se merecem" , o LIXO é igual com pequenas firulas de diferenciação entre um e outro. Pior pra Nós que ficamos no meio de tanta baixaria. " Se DEUS é o caminho , edir macedo é o pedagio....."

Comentários encerrados em 13/01/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.