Consultor Jurídico

Segurança pública

Ministério da Justiça lança estratégia nacional

A Estratégia Nacional de Justiça e Segurança Pública (Enasp) será lançada nesta segunda-feira (22/2), às 9h30, em Brasília. A estratégia visa desarticular organizações criminosas e reduzir a violência no país, a partir de uma gestão compartilhada por instituições que envolvem o executivo, Judiciário e Ministério Público.

A expectativa é que diversos órgãos, federais e estaduais, passem a integrar a Enasp, tendo como núcleo central o Gabinete de Gestão Integrada. Na ocasião do lançamento, que contará com a presença do ministro da Justiça, Luiz Paulo Teles Barreto, os três órgãos gestores (Secretaria Nacional de Justiça (SNJ/MJ), o Conselho Nacional de Justiça e o Conselho Nacional do Ministério Público) devem declarar sua adesão e proposta.

Segundo o Ministério da Justiça, a ideia de criar a Enasp surgiu no final de 2009, por iniciativa conjunta entre dos órgãos gestores. O Ministério da Justiça apresentará sugestão voltada à criação de um cadastro nacional de mandados de prisão, incluindo as provisórias, e de apreensões de adolescentes em conflito com a lei. O CNJ terá como proposta erradicar as carceragens nas delegacias de Polícia. E o CNMP focará a agilidade e maior efetividade na apuração, denúncia e julgamento dos crimes de homicídio.

Além do ministro da Justiça, também deverão estar presentes no lançamento, os presidentes do Conselho Nacional de Justiça, ministro Gilmar Mendes; do Conselho Nacional do Ministério Público, o procurador-geral Roberto Monteiro Gurgel Santos; e do Conselho Federal da OAB, Ophir Cavalcante. Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério da Justiça.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 21 de fevereiro de 2010, 15h54

Comentários de leitores

1 comentário

esvaziar as falas do presidente do STF

Republicano (Professor)

Cuidado, não é esse ministro que tentou esvaziar as falas do presidente do STF? Não é no MJ que tem uma tal secretaria de reforma do Judiciário? A Justiça não aprende, parece ser autofágica, não é possível garotinho, parafraseando locutor de futebol. Esse pessoal parece querer emparedar o Judiciário, mesmo porque parece não respeitá-lo.

Comentários encerrados em 01/03/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.