Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime de peculato

Ex-prefeito pede para cumprir pena em regime aberto

Acusado de peculato em decorrência de apropriação de dinheiro público enquanto exercia o cargo de chefe do Executivo na cidade de Jardim Alegre (PR), Osmir Miguel Braga pediu o cumprimento da pena em regime aberto. O ministro Gilmar Mendes é o relator do Habeas Corpus impetrado pelo ex-prefeito. Osmir foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Paraná à pena de quatro anos e oito meses de reclusão em regime semiaberto.

A defesa recorreu ao Superior Tribunal de Justiça. A pena diminuiu para três anos com a manutenção do regime. O STJ concordou com o TJ-PR ao afirmar que “as conseqüências foram graves, considerando que o desfalque cometido causou profundo abalo nas modestas finanças do município de Jardim Alegre”.

O acusado, por sua vez, acredita estar sofrendo constrangimento ilegal pelo fato de a pena ter sido agravada com base no desenrolar do crime. Para ele, o regime adotado deveria ser o aberto, como determina o artigo 33, parágrafo 2º, alínea "c", do Código Penal. Com informações da Assessoria de Comunicação do STF.

HC 105.124

Revista Consultor Jurídico, 18 de agosto de 2010, 0h36

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 26/08/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.