Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Falta suprema

Ministro Joaquim Barbosa renova licença por 60 dias

Por 

Ministro Joaquim Barbosa em sessão plenária. 01/02/2010 - Gil Ferreira/SCO/STF

O Supremo Tribunal Federal abriu os trabalhos do segundo semestre com apenas nove de seus 11 ministros. O ministro Eros Grau se aposentou — o decreto de aposentadoria foi publicado nesta segunda-feira (2/8) no Diário Oficial — e o ministro Joaquim Barbosa renovou sua licença médica por mais 60 dias.

Joaquim Barbosa está em licença médica desde abril. O ministro sofre de um problema crônico na coluna, o que faz com que tenha frequentes dores nas costas. Por conta disso, Barbosa não consegue ficar sentado por longos períodos. Quando está em plenário, é comum vê-lo em pé, atrás de sua cadeira anatômica, ouvindo o voto dos colegas. O problema fez com que o ministro renunciasse à cadeira no Tribunal Superior Eleitoral. Hoje, Barbosa estaria na presidência do TSE.

As dores nas costas de Joaquim Barbosa preocupam a Corte. A explicação do ministro não convence a todos. Já se cogita de pedir perícia médica para conferir se o motivo é verdadeiro ou se a verdadeira razão é o peso do cargo que inviabiliza sua presença no Supremo.

O gabinete do ministro não estava recebendo processos desde maio. Pelo regimento interno do STF, quando um ministro se ausenta por mais de 30 dias, a distribuição para ele fica suspensa. Como o presidente do tribunal também não faz parte da distribuição, apenas oito ministros receberão processos até que o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, escolha o sucessor de Eros Grau.

Há cerca de 13 mil processos parados no gabinete de Joaquim Barbosa. Barbosa e Eros fazem parte da 2ª Turma do STF. Advogados reclamam que as duas ausências fazem com que os julgamentos do colegiado tenham de ser unânimes para que seja formada simples maioria. Hoje, a 2ª Turma conta apenas com os ministros Celso de Mello, Gilmar Mendes e Ellen Gracie. Já houve advogado ensaiando entrar com reclamação para que seu processo, cujo relator é o ministro Joaquim, fosse redistribuído.

No final de junho, para não comprometer o trabalho da Turma, o ministro Celso de Mello usou o artigo 41 do Regimento Interno do tribunal e convocou o ministro mais novo da 1ª Turma, Dias Toffoli, para dar quórum ao colegiado. Além da licença médica do ministro Joaquim Barbosa, Eros Grau e Ellen Gracie tinham viajado.

[Foto do ministro Joaquim Barbosa: Gil Ferreira/SCO/STF]

 é correspondente da revista Consultor Jurídico em Brasília.

Revista Consultor Jurídico, 2 de agosto de 2010, 17h13

Comentários de leitores

3 comentários

Substituição do Ministro Joaquim Barboza

pacheco (Funcionário público)

É com tristeza e pressa a nossa manifestação. Estamos aguardando a relatoria/JULGAMENTO de uma ADI sobre a extinção do cargo de Oficial de Justiça no estado do Paraná. Com a demora da decisão, o Tribunal de Justiça já publicou o edital, realizou o concurso e está até nomeando técnicos para a função de Oficial de Justiça e também está remendando a lei 16023/08 incluindo a necessidade do candidato possuir curso superior, tendo sido ele concursado sob o critério do nível médio, uma verdadeira "colcha de retalhos", como afirma o proprio CNJ, em seu relatório de inspeção no Judiciário paranaense. Portanto aplaudimos o pronunciamento do Pres, da OAB, e fazemos nossas as suas palavras.
OFICIAIS DE JUSTIÇA DO ESTADO DO PARANÁ

Saída pouco honrosa

Helena Meirelles (Contabilista)

Convidado a colorir a Corte para mostrar que o Brasil é uma democracia racial, JB bem que contribuiu para a diversidade no cenário nacional. Faltou um detalhe apenas: ele não entende de Direito nem de lógica. Resultado: nem ele nem os demais ministros sabem o que ele está fazendo lá. Essa história de que o problema dele está na coluna é conversa pra boi dormir. A deficiência dele não é essa. O problema com a saúde é um truque. Ele não tem condições morais nem intelectuais de ser ministro do Supremo.

VANITAS...VANITATIS ! ! !

A.G. Moreira (Consultor)

Ó "JB" faça o favor de "exercer a cidadania" , com respeito pelo contribuinte, pela Justiça e pelo Estado ! ! !
.
Disponibilize a sua "cadeira", para que outro magistrado possa agilizar o "retrancado" e moroso judiciário ! ! !
.
Ame mais a Pátria e menos o seu "ego" ! ! !

Comentários encerrados em 10/08/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.