Consultor Jurídico

Troca de cadeiras

CCJ aprova nome de Raul Araújo Filho para o STJ

A Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal aprovou, por unanimidade, nesta quarta-feira (14/4), a indicação do desembargador do Tribunal de Justiça do Ceará Raul Araújo Filho para o cargo de ministro do Superior Tribunal de Justiça. Com a aprovação, o próximo passo para definir a sua condução ao cargo de ministro do STJ é a votação do seu nome pelo Plenário do Senado Federal. O desembargador foi indicado pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, para a vaga aberta com a aposentadoria do ministro Paulo Gallotti.

A indicação de Araújo Filho foi elogiada pelos senadores Tasso Jereissati (PSDB-CE), Inácio Arruda (PCdoB-CE) e Arthur Virgílio (PSDB-AM). Inácio Arruda destacou que, não só pelo currículo, Raul Araújo está mais do que credenciado para assumir o cargo de ministro por ter sido escolhido para o TJ-CE de uma das formas mais democráticas já observadas pelo Judiciário, o que já demonstra o quanto sua capacidade técnica e profissional é atestada pelos colegas.

De acordo com o senador, a eleição para o nome que iria compor a lista tríplice para o TJ-CE, ocasião em que ele foi escolhido, contou com a participação de vários profissionais de Direito e foi votada por praticamente todos os advogados cearenses.

A sabatina também decidiu pela recondução ao cargo do conselheiro Marcelo Nobre, do Conselho Nacional de Justiça, e pela indicação do advogado Artur Vidigal de Oliveira para a vaga de ministro do Superior Tribunal Militar.

Trajetória
Durante sua fala, o desembargador Raul Araújo Filho, ex-promotor de Justiça e ex-procurador-geral do Ceará, afirmou que, desde o início da sua vida profissional, entendeu que a atuação de um magistrado não pode ser tomada pelo ímpeto, “mas baseada em ponderação e reflexão”. Acentuou, também, que durante o período em que atuou na procuradoria, onde ficou por mais de 15 anos, pôde entrar em contato direto com as principais questões da administração pública, o que, segundo ele, tem norteado o seu trabalho, ao lado de princípios como agilidade e celeridade de processos e questões voltadas para a responsabilidade fiscal, responsabilidade ambiental, respeito ao cidadão e eficiência.

Bacharel em Direito, desde 1981, pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Ceará (UFCE) e em Economia, desde 1985, pela Universidade de Fortaleza (Unifor), Raul Araújo Filho, 50 anos, é natural de Fortaleza, onde construiu sua carreira. Além de desembargador do Tribunal de Justiça cearense, é professor do curso de Direito da Unifor. Antes de compor o TJ-CE, atuou como advogado, promotor de Justiça das três entrâncias, procurador do estado do Ceará e procurador-geral do estado. Além disso, é especialista em Ordem Jurídica Constitucional pelo Curso de Mestrado em Direito Público da Faculdade de Direito da UFC, tendo concluído o curso em dezembro de 1985. Com informações da Assessoria de Imprensa do Superior Tribunal de Justiça.




Topo da página

Revista Consultor Jurídico, 15 de abril de 2010, 4h45

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 23/04/2010.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.