Consultor Jurídico

Artigos

Teto constitucional

Remuneração de servidor é baseada na de ministros

Comentários de leitores

4 comentários

Seria cômico, se não fosse trágico

Vitor M. (Advogado Associado a Escritório)

Concordo com a opinião de terceirização. Esse artigo seria cômico, se não fosse trágico.

é preciso terceirizar estes serviços de apoio

daniel (Outros - Administrativa)

é preciso terceirizar estes serviços de apoio, pois trabalham pouco, ganham muito e custam muito. A iniciativa privada seria bem melhor para o povo, inclusive náo tratariam os usuários nos balcóes como cachorros. A iniciativa privada para serviços de apoio funciona em muitos países e é excelente.

Inveja = m²

Radar (Bacharel)

Inveja = m²

palhaçada...

Gustavo P (Outros)

O que a autora do artigo pretende, na verdade, é ganhar igual a ministro do STF, ou seja, mais que juizes, desembargadores, ministros do STJ, e sem falar nos delegados da PF, fiscais da receita e procuradores federais!
Para que isso ocorra, basta que se aprove o 'aumentinho' de 80% que os pobrezinhos dos funcionários do judiciário federal/trabalhista estão pedindo (com a chancela do ministro Gilmar Mendes, que deve ter pirado de vez)...
E olhem, os aludidos coitadinhos dos funcionários acabaram de ganhar um ótimo aumento (ou seja, não venham com o papo furado de que estão há anos sem reajuste), e muitos já ganham mais que juizes e desembargadores (o que, aliás, deve ser o caso da articulista, que agora quer isonomia com ministro do STF)
Enfim, total palhaçada...com esse mega trem da alegria de 80%, uns 70% dos funcionários vai bater no teto do ministro do STF (26.000 reais), e vai ter muuuuitos técnicos judiciários com 2 grau ganhando mais de 20.000 reais.
Resumindo a ópera, técnicos judiciários com 2 grau vão ganhar mais que delegados da PF, fiscais da receita, juizes, e até mesmo desembargadores. Basta ter uma função 04 ou 05, que tem aos montes em cada Vara.
Se alguém acha isso razoável, talvez seja adequada uma consulta e internação imediata num manicômio.

Comentar

Comentários encerrados em 7/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.