Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Casa da Moeda

Audiência conciliatória no TST termina sem acordo

A audiência de conciliação e instrução relativa ao dissídio coletivo dos empregados da Casa da Moeda do Brasil terminou sem acordo no Tribunal Superior do Trabalho. O ministro instrutor, João Oreste Dalazen, vice-presidente do TST, concedeu às partes o prazo de cinco dias para que apresentem as razões finais em relação ao processo. Foi sorteada como relatora do processo a ministra Dora Maria da Costa.

O representante da empresa informou que, apesar dos avanços nas negociações com a categoria chegou-se a um impasse. O Ministério da Fazenda vetou "concessão de qualquer reajuste fora das condições estabelecidas" no acordo coletivo de trabalho em vigência.

Os empregados da Casa da Moeda havia chegaram a aceitar a proposta apresentada pela empresa. Com informações da Assessoria de Imprensa do TST.

Revista Consultor Jurídico, 23 de outubro de 2009, 13h13

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 31/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.