Consultor Jurídico

Notícias

Briga olímpica

Monumento do Cristo não é objeto de culto religioso

Comentários de leitores

11 comentários

Cristo Armado

Sargento Brasil (Policial Militar)

Gostaria de saber por que a imagem de Jesus Cristo, o redentor, é tão somente tido pela religião católica. Se dissessem Cristãos, tudo bem. E por que achou que vestindo tal imagem, supôs que teria efeito sua crítica à violência no Rio de Janeiro, por que não o fez sobre sua própria imagem? Ou acha que o Brasil não tem a maioria de pessoas cristãs? Se o efeito foi de ''aparecer'', já conseguiu.

Liberdade de expressão

Rafael Janiques (Advogado Associado a Escritório - Civil)

Primeiramente, o comentário de que o advogado que utilizou a imagem em questão é pagão é no mínimo absurda, para não falar em ridícula.
Preconceito religioso é vc apontar crença sem fundamento.
Em segundo plano, essa imagem já circulava pela internet antes dessa manifestação, que ao meu ver não passa de uma liberdade de expressão.
Do mesmo modo que as pessoas que apoiaram as Olimpíadas do Rio, existem as pessoas que não acreditam que ela seria útil. Essa é a democracia! Opiniões diversas.
Quero salientar que estou muito orgulhoso pela vitório do Rio e do Brasil nessa candidatura. Contudo, não concordo que o MPF/RJ faça uso incorreto do judiciário em uma ação completamente absurda. Existem mitos problemas a serem resolvidos, não é MPF???

TRES PODERES - RELIGIÃO, POLITICA E GRANA !

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

Essa é a diferença religiosa entre o Cristo Redentor e Mahomé... Entre outras.

Maomé?

Vitor M. (Advogado Associado a Escritório)

Prezado A G Moreira, em sua irascível defesa dos dogmas católicos o Sr. se esquece que a estátua que está em cima do Corcovado é do Cristo e não de Maomé, Buda, Xangô, Thor ou qualquer outra coisa. Ademais, não há qualquer evidência de que ele seja pagão, no máximo, pode-se presumir que ele seja agnóstico. Não sei, mas acho que o Sr. se confundiu em relação ao significado da palvra "pagão". Não sei pq., sua opinião me lembra algumas descrições de acusações feitas pela "Santa" Inquisição.
Se ele colocasse a foto de Maomé perigava que sua campanha contrária às Olimpíadas sequer fosse entendida. Maomé? Arma? Olimpíadas? Era capaz de acharem que eles estaria alertando sobre o perigo de atentados terroristas durante o evento e, aí, ser acusado de preconceito contra os muçulmanos.
Não vi na foto nada de ofensivo, que, aliás, só por mim, já foi recebida por e-mail umas dez vezes, pelos mais variados remetentes. O que vi, quando muito, foi uma ofensa à política de segurança pública do meu combalido Rio de Janeiro, ofensa esta que é procedente, pois a cidade está um caos, os marginais aterrorizam o povo e com a ajuda da própria PM, conforme ficou comprovado recentemente no caso do assassinato do membro do Afro-reggae, a menos de 500 m. do meu local de trabalho.
E ainda querem inventar Olimpíadas. Com um déficit de mais de 15.000 vagas na hotelaria, um sistema de transporte urbano ineficiente e mais do que sobrecarregado, limpeza pública inexistente, segurança apenas para os que andam de carro importado, organização urbana que não passa da Z.Sul e da Barra, a maioria das instalações construídas no Pan já estão apodrecidas pelo abandono, os miseráveis e pedintes ocupam a cidade inteira, me digam: o que será dessas Olímpiadas? Pura vergonha!

Campanha legitimo porém...

Lucas Janusckiewicz Coletta (Advogado Autônomo)

A campanha contra as olimpiadas no rio é legitima porém poderia ele ter usado Nosso senhor sendo vilipendiado pelas autoridades que investe em esporte ao invés de comabater os pecados que assolam a nação brasileira, como uma devoção ao Coração Esmagado de Nosso Senhor Jesus Cristo. Na espanha os homossexuais parodiaram santos como sendo homossexuais, agora se isto ocorresse no Brasil queria ver se o MP iria ajuizar esta ação penal? Creio que não.

Com certeza, este senhor advogado é PAGÃO ! ! !

A.G. Moreira (Consultor)

Mas isto, não lhe dá o direito de OFENDER e RIDICULARIZAR, ( publicamente ) os símbolos sagrados desta Nação ! ! !
.
Se o Sr. Murray Neto for "macho", que utilize uma IMAGEM de MAOMÉ ( MOHAMED ) , e repita o que fez com a Imagem do Deus dos Cristãos ! ! !
.
Aí, poderemos contar, quantos dias este senhor, terá de VIDA , nesta "democracia de bananas" ! ! !

ARRASTÃO OLIMPICO E O FATIDICO MPERJ.

Luiz P. Carlos (((ô''ô))) (Comerciante)

O MPERJ que deveria cuidar dos interesses sociais, cuidar do flagelo popular Carioca, fica fingindo se preocupar com factoides para esconder sua incompetência, chamando atenção, formando nuvens para amoitar os verdadeiros desmandos, muitas vezes até mesmo em nome da tal Olimpíada.
*
Por exemplo, enquanto o MINISTERIO PUBLICO FEDERAL combate em nome da lei, em favor da população, o princípio da usura, o MINISTERIO PUBLICO ESTADUAL faz justamente o oposto. Omite-se, finge não ver, e eu diria prevarica funcionalmente (não estou falando de propina, não torçam as minhas palavras, como já tentaram fazer) deixando imotivadamente de cumprir suas funções primordiais propagadas orgulhosamante no site da Procuradoria: "Onde estiverem os direitos do cidadão os Ministérios Publico estará presente".
*
Claro que sabem do que estou falando, e continuarei falando até morrer, e cobrando.
*
Estão PEDAGIANDO AS AVENIDAS DO RIO DE JANEIRO com o consentimento formal deste MINISTERIO PUBLICO, já anunciado novos pedágios em avenida (Catonho) que liga os Bairros Barra, Recreio, Deodoro a Avenida Brasil.
*
http://odia.terra.com.br/portal/rio/rio2016/html/2009/10/pedagio_para_ir_de_deodoro_a_barra_40120.html
*
Maquiavélico essa submissão do MINISTERIO PUBLICO DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO, em choque com os principios acordados pelo MINISTERIO PUBLICO FEDERAL.
*
É por essas e outras que debocham do cristo redentor, simbiolo da cidadania Carioca, tem mesmo que fantasiar armado até os dentes - NÃO TEMOS AUTORIDADES COMPETENTES, ENGAJADAS NOS DIREITOS CONSTITUCIONAIS DA CIDADANIA, na falta de autoridade a bandidagem das favelas (e...do colarinho branco) fazem a festa.

Triste destino da Justiça...

Guilherme G. Pícolo (Advogado Autônomo - Civil)

Não bastasse a morosidade crônica do Judiciário, que muitas vezes frustra o próprio direito em discussão, agora isso: estendem ao infinito o conceito de "acesso à Justiça" para transformarem o Judiciário em instrumento propagador de "brigas de comadres" e outras discussões que, de tão pequenas, não deveriam passar de discussão de boteco!

Triste destino da Justiça...

Guilherme G. Pícolo (Advogado Autônomo - Civil)

Não bastasse a morosidade crônica do Judiciário, que muitas vezes frustra o próprio direito em discussão, agora isso: estendem ao infinito o conceito de "acesso à Justiça" para transformarem o Judiciário em instrumento propagador de "brigas de comadres" e outras discussões que, de tão pequenas, não deveriam passar de discussão de boteco!

HC BEM PROPOSTO E EM BOA HORA CONCEDIDO

MARCELO-ADV-SE (Advogado Associado a Escritório)

Li as razões do HC e me encantei pela objetividade e precisão dos argumentos; muito didática a impetração. Parabéns aos colegas que o confeccionaram.
Eu apenas teria explorado pouco mais do componente constitucional da liberdade de expressão, pois o caso é um retrato eloquente do que se convencionou chamar de "expressão simbólica", modalidade de protesto abrigado por cláusula pétrea constitucional.

Lamentável

Vitor M. (Advogado Associado a Escritório)

Só queria saber se os digníssimos membros do Ministério Público vão indenizar o Réu devido aos eventuais gastos com honorários de advogado para patrocinar a sua defesa nessa verdadeira demonstração de falta do que fazer.

Comentar

Comentários encerrados em 30/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.