Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ânimos acirrados

Desembargadores trocam ofensas durante sessão no TJ-MA

A sessão plenária do Tribunal de Justiça do Maranhão nesta quarta-feira (21/10) foi agitada. Os desembargadores Bayma Araújo e Jorge Rachid trocaram ofensas quando entrou em votação um relatório pedindo abertura de investigação contra o juiz de Barreirinhas, Fernando Barbosa. Ele é acusado, entre outras coisas, de grilar terras na cidade. O juiz é sobrinho de Rachid, como publica o colunista do Imirante.com, jornalista Décio Sá.

O relatório foi colocado em pauta pelo corregedor Jamil Gedeon. Em seu voto, Araújo não só defendeu a investigação como passou a atacar Barbosa chamando-o de “ladrão”, “corrupto” e outros adjetivos. Ele, que é o decano da corte, disse ainda que o Jorge Rachid só não tinha sido punido porque “estava sendo protegido por gente aqui dentro”. Um dia, os dois foram amigos. Não são mais.

Rachid reagiu chamando Bayma Araújo de “marginal”, “corrupto”, “bandido” e “moleque”, que devolveu no mesmo tom e os dois passaram a travar um forte bate-boca, cada em sua cadeira — uma em frente a outra.

O presidente da corte, Raimundo Cutrim, tentou acalmar os ânimos, mas não conseguiu. Teve de encerrar a sessão. Mesmo com o fim do julgamento, os dois continuaram a trocar ofensas. Por pouco, não partiram para os finalmentes.

Revista Consultor Jurídico, 21 de outubro de 2009, 21h03

Comentários de leitores

3 comentários

QUE VERGONHA!

Fernando César Morandi (Advogado Autônomo - Civil)

Que vergonha! Se a exaltação dos senhores juízes se dessem em torno de um questão jurídica, o fato, por si só, já seria desagradável. Mas não. As acusações foram de corrupção e banditismo. ESTAMOS FALANDO DE DESEMBARGADORES, ANTES AMIGOS, QUE SE ACUSAM DE CORRUPTOS, BANDIDOS E LADRÕES. Onde há fumaça, tem fogo.
O triste é ver estes senhores se portarem como deuses, acima do bem e do mal, imunes às tentações e as mazelas deste mundo.
Passou da hora de uma drástica mudança no judiciário. SENHORES JUÍZES, DE TODAS AS INSTÂNCIAS, OS SENHORES SÃO HUMANOS, MORTAIS, FALHOS, CHEIOS DE DEFEITOS, ORGULHOSOS, COMO TODOS OS SERES MORTAIS DESTE PLANETA. OS SENHORES,AINDA QUE QUEIRAM, NÂO SÃO DIFERENTES. DEIXEM DE SER HIPÓCRITAS.
Quanto ao fato acima, o mínimo que se espera é que sejam apuradas as acusações de corrupção e banditismo. Para o bem do Maranhão, para o bem do Brasil.

Que falta de decôro!

Rogério Cabral (Advogado Autônomo)

Como simples mortal não consigo entender porquê o judiciário não coibe esse tipo de "comportamento" com um processo por falta de decôro. É inconcebível um estado democrático de direito onde as figuras do poder que tem a função de zelar por ele se degladiam públicamente com acusações mútuas e nada acontece. Tenho absoluta certeza que as "figuras" envolvidas no episódio tem dicernimento suficiente para saberem que quem faz acusações tem o ônus da prova e não as fariam se não pudessem prová-las. Ou será que por serem membros do judiciário se acham com as prerrogativas de serem CORRUPTAS, LADRAS e MARGINAIS e nada lhes acontece? Com a palavra o TJ-MA.

TODOS OS CORRUPTOS DEVEM SER AFASTADOS

Hudson Resedá (Advogado Sócio de Escritório - Trabalhista)

Onde está a OAB do Maranhão??? E os representantes do Ministério Público???
A antiga amizade dos Desembargadores, hoje desafetos, é mais do que suficiente para afastar dúvidas acerca das acusações mútuas de "LADRÃO, CORRUPTO, MARGINAL", pois a convivência e amizade de tempos atrás deve trazer à lembrança de ambos os atos praticados em conjunto, ou mesmo individualmente.
A hipótese seria de afastamento imediato dos 02 Desembargadores para apuração e esclarecimentos em torno das denúncias ou simples ofensas.
Volto a questionar. Onde estão os membros da OAB e do Ministério Público do Maranhão??????

Comentários encerrados em 29/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.