Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Paralisação bancária

Caixa pede fim da greve dos bancários na Justiça

A Caixa Econômica Federal entrou com ação no Tribunal Superior do Trabalho para pedir que a greve dos bancários seja declarada abusiva. Por meio de uma ação de dissídio coletivo com pedido de liminar, o banco quer que a Justiça determine o imediato retorno dos empregados ao trabalho. O processo será despachado pelo vice-presidente do Tribunal, ministro João Oreste Dalazen.

Os bancários da Caixa Econômica Federal de São Paulo, Osasco e Região decidiram, na quinta-feira (15/10), manter a greve que chegou ao 23º dia. Segundo a Agência Estado, o banco informou que apresentou proposta de acordo para a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf) e para a Confederação Nacional dos Trabalhadores nas Empresas de Crédito (Contec) e aguarda o resultado de assembleias. Segundo a Caixa, os clientes podem utilizar as unidades que estão funcionando total ou parcialmente e, também, a rede de canais alternativos.

A última reunião entre o Comando Nacional da Greve e a direção da Caixa foi na terça-feira (13/10). Na ocasião, o banco apresentou uma proposta que trouxe modificações apenas em relação à Participação nos Lucros e Resultados (PLR), mas os trabalhadores exigem avanços na igualdade de direitos, no Plano de Cargos Comissionados (PCC) e no aumento do número de novas contratações. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal Superior do Trabalho.

Revista Consultor Jurídico, 16 de outubro de 2009, 13h52

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 24/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.