Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Intercâmbio latino

Estudantes podem estagiar em países do Mercosul

Estudantes do curso de Direito que já tenham cumprido no mínimo 50% da grade curricular poderão se inscrever para fazer estágio de até um semestre no Poder Judiciário de países membros do Mercosul. Inicialmente, estão sendo oferecidas seis vagas para alunos da Universidade de Brasília (UnB), que poderão fazer o estágio no Paraguai ou no Chile, no primeiro semestre de 2010. As inscrições serão abertas no próximo dia 27 de outubro.

A oportunidade foi criada a partir de um convênio firmado entre o Supremo Tribunal Federal, a Fundação Universidade de Brasília (FUB) e instituições de ensino de Direito de países que compõem o bloco.

Em agosto deste ano, o STF recebeu os cinco primeiros participantes do convênio. São duas argentinas, uma chilena e dois paraguaios que farão estágio na Corte por aproximadamente dois meses para conhecer o sistema judiciário brasileiro e o funcionamento do tribunal. Além dos estudantes, o STF também promove um intercâmbio entre magistrados de países da América Latina. Há no STF um local reservado para os juízes dos países do Mercosul e associados que participam desse convênio.

Na ocasião da assinatura do convênio voltado para os estudantes, o presidente da Fundação Universidade de Brasília, José Geraldo de Sousa Junior, afirmou que a experiência é rica não só em termos de pesquisa, mas também por compartilhar experiências que ampliam o horizonte de conhecimento e a vivência nas instituições. “Isso é algo inédito e insuperável num currículo que quer exatamente inserir a universidade num plano de internacionalização”, disse.

O presidente do STF, ministro Gilmar Mendes, afirmou que “a relação entre países certamente se baseia na relação entre pessoas, então é necessário que nós nos conheçamos e quebremos, inclusive, os constrangimentos, as barreiras lingüísticas”. Para ele, esse objetivo será alcançado a partir dessas iniciativas.

Os interessados no intercâmbio podem conhecer os critérios de seleção, condições de participação e a documentação exigida no edital 59, disponível no site da UnB. O local para fazer as inscrições é a Assessoria de Assuntos Internacionais, no prédio da Reitoria da UnB, sala BSS-42. Outras informações pelo telefone (61) 3307 2615. Com informações da Assessoria de Imprensa do Supremo Tribunal Federal.

Revista Consultor Jurídico, 15 de outubro de 2009, 18h12

Comentários de leitores

3 comentários

EXCELENTE MEDIDA

Olympio B. dos S. Neto (Advogado Autônomo)

Excelente iniciativa. Somente com medidas como essa é que poderemos alcançar uma real integração nos países que fazem parte do MERCOSUL. Acho que esta medida é um bom início desde que não se restrinja apenas aos estudantes de direito. É necessário que haja integração em outras áreas do conhecimento para que haja uma maior integração política, econômica e cultural.

Flávia (Estagiária)

flavinha (Estudante de Direito)

Nossa, pena q é somente p universidades públicas como a UNB, sou da Católica de BRASILIA e gostei muito dessa novidade... Acredito q os alunos q tiverem a oportunidade de fazerem tais estágios, serão bem reconhecidos, visto que, com o desenvolvimento que o Brasil está tendo em ãmbito internacional, precisará sempre de bons advogados, que conheçam também o DIREITO ESTRANGEIRO. Além do que, conviver com culturas diferentes é um "plus" p qualquer ser humano, conhecimento acrescentado.

TRÁFICO DE ESCRAVOS!

WLStorer (Advogado Autônomo - Previdenciária)

Além do Exame de Ordem depois de formado, agora temos o tráfico de escravos internacional entes de se formar, e com uma coisa em comum, a UnB. Mais um benefício para os estudantes de Direito!

Comentários encerrados em 23/10/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.