Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Eleições da OAB

Cinco seccionais da OAB ainda elegerão diretoria

Já foram eleitos 22 dos 27 presidentes de Seccionais da Ordem dos Advogados do Brasil desde o dia 16 de novembro, quando teve início o processo de renovação eleitoral na entidade máxima da advocacia. Alagoas, Amazonas, Paraíba, Roraima e Sergipe ainda não escolheram os seus presidentes.

Já houve eleições nos seguintes Estados: Acre, Amapá, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rondônia, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Nesta quinta-feira (26/11), os advogados de Pernambuco foram às urnas para escolher a nova diretoria. O advogado Henrique Neves Mariano, da chapa "A Ordem Continua" foi o escolhido para comandar a seccional pelos próximos três anos. Concorreram três chapas: “OAB para Transformar”, encabeçada por Júlio Alcino de Oliveira Neto; “A OAB mais perto de você”, liderada por Ricardo Nascimento Correia de Carvalho; e “A Ordem continua”, chefiada por Henrique Neves Mariano. A votação aconteceu com urnas eletrônicas cedidas pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Marcadas para o último dia 20, as eleições em Sergipe devem acontecer nesta sexta (27/11). Apesar de haver apenas uma chapa concorrendo, a de Franklin Magalhães Ribeiro, problemas na votação fizeram a seccional suspender e adiar o processo. Também nesta sexta acontecem pleitos em Alagoas, Amazonas e Roraima.

Na Bahia, o advogado Saul Quadros foi o vencedor. Quadros obteve 48,15% dos votos válidos de cerca de 9,5 mil advogados. A votação ocorreu nesta quarta-feira (25/11), em Salvador, e em 31 Subseções no interior do estado. Outras três chapas concorreram: "OAB de verdade", tendo à frente Dinailton Oliveira, com 26,2% dos votos; "Procuramos Independência", de José Amando Jr, com 12,38% dos votos; e "A Nova Ordem", de Roque Aras, que ficou com 9,1% dos votos.

Com Quadros, assume a seguinte diretoria: Antonio Menezes do Nascinmento Filho (vice-presidente), Nei Viana Costa Pinto (secretário-geral), André Luiz Godinho (secretário-adjunto) e Ary da Silva Moreira (tesoureiro). Os conselheiros federais eleitos foram Durval Júlio Ramos Neto, Marcelo Cintra Zarif e Luiz Viana Queiroz. 

Com 3.390 votos, o advogado Homero Junger Mafra, da Chapa "Voz do Advogado", foi eleito presidente da seccional do Espírito Santo. O resultado foi divulgado também nesta quarta-feira (25/11) pela Comissão Eleitoral da Seccional. No resultado final, a vantagem de Mafra para o candidato Carlos Magno Cardoso, da Chapa "Rumo Certo", foi de 676 votos. André Moreira, da chapa "Nasce Uma Nova Ordem", computou 1.180 votos.

Integrarão a diretoria da OAB capixaba, juntamente com Homero, os seguintes advogados: Francisco Maria Apolônio Cometti (vice-presidente), Bem-hur Dan Farina (secretário-geral), Flávia Brandão Maia Perez (secretário adjunto) e Délio José Prates do Amaral (tesoureiro). Foram eleitos conselheiros federais os advogados Djalma Frasson, Luiz Claudio Silva Allemand e Setembrino I. Netto Pelissari. Ao todo foram utilizadas 30 urnas eletrônicas nas eleições. Durante a votação, não houve necessidade de utilização das urnas reservas. Apenas seis votos foram realizados em cédulas de papel.

Veja a lista dos presidentes eleitos até a quarta-feira (25/11):   

  • AC - Florindo Silvestre Poersh
  • AP - Ulisses Träsel
  • BA - Saul Quadros
  • CE - Valdetário Andrade Monteiro
  • DF - Francisco Queiroz Caputo Neto
  • ES - Homero Junger Mafra
  • GO - Henrique Tibúrcio Peña
  • MA - Mário Macieira
  • MG - Luis Cláudio Silva Chaves
  • MS - Leonardo Avelino Duarte
  • MT - Claudio Stabile Ribeiro
  • PA - Jarbas Vasconcelos
  • PE - Henrique Neves Mariano
  • PI - Sigifroi Moreno Filho
  • PR - José Lucio Glomb
  • RJ - Wadih Damous
  • RN - Paulo Eduardo Teixeira
  • RO - Hélio Vieira
  • RS - Cláudio Lamachia
  • SC - Paulo Roberto de Borba
  • SP - Luiz Flavio Borges D´Urso
  • TO - Ercílio Bezerra

Com informações da Assessoria de Imprensa da OAB.

Notícia alterada às 11h40 de 27 de novembro de 2009 para acréscimo de informações.

Revista Consultor Jurídico, 27 de novembro de 2009, 0h42

Comentários de leitores

2 comentários

No Ceará, o resultado pende de recurso!

Paschoal (Advogado Sócio de Escritório)

Importante destacar que, aqui no Ceará, o resultado ainda pende de julgamento de recurso pelo Conselho Federal, em decorrência de supostas fraudes cometidas no processo eleitoral.

EQUÍVOCO SERGIPE

MARCELO-ADV-SE (Advogado Associado a Escritório)

Aqui em Sergipe, são três candidatos, e não um só: chapa 01, liderada por Carlos Augusto; chapa 02, Eduardo Macedo; chapa 03, Emília Correia.
Franklin não é candidato, mas sim presidente da comissão eleitoral.
A eleição foi interrompida no dia 20 porque, por equívoco, a urna eletrônica foi alimentada com a informação de que a chapa 02 era de Emília e a chapa 3, Eduardo; ou seja, houve uma troca não intencional das chapas.
Logo mais, entre as 10 e as 18, com o erro já corrigido, as eleições tendem a se desenvolver a contento.

Comentários encerrados em 05/12/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.