Consultor Jurídico

Notícias

Ossadas de militantes

MPF acusa autoridades de ocultar mortos na Ditadura

Comentários de leitores

9 comentários

Castrense defensor

Fernando Queiroz (Advogado Autônomo)

Concordo com as manifestações de Filipe Ribeiro. Os comentários do PM Cabo Alves são por demais conhecidos por permeá-los com demência.
Dizia o finado caudilho gaúcho nas eleiçoes de 1989 aos defensores da ditadura: Elle, Maluf; dentre outros: "defenda seu chefe filhote da ditadura", certamente o castrense é o "restoio" da "revolução democrática de 13/12/1968".

o espirito "Armando Falcão" assombrando o CONJUR....

hammer eduardo (Consultor)

Realmente não ha muito a ser discutido quando se frequenta sites de "outrem" porem se os respeitaveis "censores" do CONJUR olharem desapaixonadamente , o meu comentario que foi devidamente "removido" , praticamente esta aqui presente de forma fracionada atraves dos comentarios de "outros" respeitaveis Participantes , é uma questão de ponto de vista.
Pior que qualquer forma de censura é constatar que estes dois "elementos" citados neste rocambolesco processo AINDA possuem uma razoavel quantidade de admiradores, alguns ate munidos de tesoura eletronica............

OCULTAÇÃO DE CADAVERES REVOLUCIONÁRIOS

Jose Antonio Dias (Advogado Sócio de Escritório - Civil)

Estou imaginando o Maluf ocultando cadaveres. E evidente que distribuiu aos mesmos o leite de seu programa "Leve Leite" antes de atirá-los às covas. E o Tuma? Será que estavam macomunados? Não acredito. Seria interessante o MPF investigar se os dois não montaram uma fábrica de sacos plásticos para enrolar cadaveres de revolucionários antes de atirá-los às covas. Os sacos deveriam ser vermelhos (nunca vi sacos plásticos vermelhos) com o símbolo da foiçe e o martelo gravados. Quem será que transportou os cadaveres? Será que o Maluf não montou uma empresa de "rabecões"? Acho interessante o MPF investigar. Poderá resultar em um processo de locupletação ilícita "pos morte" e pleitear que o Maluf indenize os parentes dos cadaveres, pois o transporte e o enterro é de competência da Prefeitura e a concorrencia do Maluf é ilícita. Quanta besteira! É falta do que fazer! Imagino a repercussão desta idiotice no exterior. Não chega o Zelaya...

Manifesta alienação

Filipe Ribeiro (Assessor Técnico)

Sr. Cb PM Alves,
Não sei o que me enoja mais: o conteúdo da reportagem ou sua manifesta alienação.

Proximo passo: indenização

Cb PM Alves (Estudante de Direito - Criminal)

Não consigo entender por que tanta preocupação com pessoas que agiram contra as leis da época. Se foram presos é porque alguma coisa fizeram, pois se assim não fosse, todos os brasileiros daquela boa época em que a policia era respeitada, teriam sido no minimo torturados, o que não ocorreu. Só falta agora indenizar as familias dos supostos "indigentes", e seremos nós a pagar por tudo. Como ja dizia um certo Deputado, aqueles que foram exilados no periodo ditatorial retornaram ricos para o Brasil e agora são os familiares daqueles que desapareceram, enquanto que aqueles que cumpriram as regras ditadas pelo governo continuam pobres e ainda tem que contribuir para o pagamento das indenizações de subversivos ao regime militar. É impresionante como esse país gosta de foras da lei. Só falta agora eleger Fernandinho Beira Mar ou Marcola para Presidente, isso se um não for candidato a vice do outro.

Prazo?

Carmen Patrícia C. Nogueira (Advogado Autônomo)

Apenas o que me chama a atenção é o prazo.Depois de 3 décadas...
Seria imprescritível, em tese, a alegada prática destes crimes?
Vamos aguardar...

Que pena!

olhovivo (Outros)

Teria sido melhor se o MPF tivesse movido ações próprias na época própria (hehehe...). De que adianta, agora, promover ações com base em lei e respectivas sanções que na época nem sequer existiam; de que adiante, agora que eventual responsabilidade prescreveu. Agora, quem sabe não seria melhor despender energia para conter as mortes por armas de fogo, boa parte contrabandeada, que giram em torno (as mortes) de 50 mil brasileiros por ano?

Há provas?

João G. dos Santos (Professor)

Independentemente de simpatica ou antipatia ideológica pelos acusados, a questão é: há provas ou são meras ilações. Acho interessante dar uma lida nos comentários, de hoje, no blog do Reinaldo Azevedo.

Nota da Redação - Comentário ofensivo Comentário editado

hammer eduardo (Consultor)

Comentário ofensivo removido por violar a política do site.

Comentar

Comentários encerrados em 4/12/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.