Consultor Jurídico

Comentários de leitores

5 comentários

Efetividade da Reserva Legal

Marcelo Cristaldo Arruda (Advogado Autônomo - Ambiental)

Contra fato não há argumento!
Antes de iniciar meu comentário, gostaria de deixar claro que sou ambientalista!!!
Entretanto, como o meio ambiente não pode ser tratado da mesmo forma em um pais de extensão continetal, devemos primeiro, antes de afirmar algo realizar os competentes estudos, com os prifissionais devidamente capacitados e somente em segundo plano, devemos apresentar propostas.
Eu sou contra a reserva legal, não porque simplesmente devam ser respeitados os produtores rurais, mas porque não existe um estudo que comprove a sua efetividade!!!
Ao contrário, pelo menos no Estado de SP, temos exemplos que vão contra a sua efetividade. O caso da febre maculosa, que vem assolando o Estado é um exemplo, que pode ser comprovado num estudo realizado pela FAPESP, que conclui pela ocorrência de desequilíbrio ecológico nos pequenos bosques e florestas, via de regra a grande maioria das áreas de Reserva Legal Florestal (A vingança das florestas devastadas. Edição Impressa 86 - Abril 2003 – página 27).
Esse é apenas um dos argumentos, devidamente comprovado por uma instituição idônea a FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO.
Esse é o meu entendimento.

Efetividade da Reserva Legal

Marcelo Cristaldo Arruda (Advogado Autônomo - Ambiental)

Contra fato não há argumento!
Antes de iniciar meu comentário, gostaria de deixar claro que sou ambientalista!!!
Entretanto, como o meio ambiente não pode ser tratado da mesmo forma em um pais de extensão continetal, devemos primeiro, antes de afirmar algo realizar os competentes estudos, com os prifissionais devidamente capacitados e somente em segundo plano, devemos apresentar propostas.
Eu sou contra a reserva legal, não porque simplesmente devam ser respeitados os produtores rurais, mas porque não existe um estudo que comprove a sua efetividade!!!
Ao contrário, pelo menos no Estado de SP, temos exemplos que vão contra a sua efetividade. O caso da febre maculosa, que vem assolando o Estado é um exemplo, que pode ser comprovado num estudo realizado pela FAPESP, que conclui pela ocorrência de desequilíbrio ecológico nos pequenos bosques e florestas, via de regra a grande maioria das áreas de Reserva Legal Florestal (A vingança das florestas devastadas. Edição Impressa 86 - Abril 2003 – página 27).
Esse é apenas um dos argumentos, devidamente comprovado por uma instituição idônea a FUNDAÇÃO DE APOIO À PESQUISA DO ESTADO DE SÃO PAULO.
Esse é o meu entendimento.

DESCONHECIMENTO DE CAUSA

Glauber Vieira Advogado Passo Fundo RS (Advogado Sócio de Escritório - Empresarial)

O "ilustre" Des. Aposentado ironiza e agrid a Senadora que está alertando o País que a reserva legal, se mantida como está, acabará com os parreirais da Serra Gaúcha e com a agricultura familiar de Sanata Catarina e de boa parte do RS, apenas para citar dois exemplos. Infelizmente, falta conhecimento de causa e conhecimento das diferentes realidades brasileiras ao ilustre articulista.

Sobre os 20% da Reserva Legal

Pedro Zanette Alfonsin (Advogado Associado a Escritório - Empresarial)

Caros,
Sobre o assunto só teria legitimidade para defender o tema, se o "desembargador aposentado" abrisse mão de 20% de sua aposentadoria em prol da preservação do meio-ambiente.

Tocantins é o 3º em queimadas!

ANDERSB (Servidor)

Caro autor, sou do TO e digo que não é a primeira vez que a Senadora prega idéias contrárias a realidade de sua oriegm. Além de esquecer que o TO é o terceiro em número de queimadas, o que torna insustentável o clima (já quente) da região, a mesma foi capaz de desmerecer as operações de combate escravo realizadas nas divisas do TO, PA e MA.
Existe ai uma incompatibilidade dos interesses que defende como Senadora e os interesses que defende como presi da CNA? Acho que não. Essa suposto ou fantasioso sistema de representação não me convence mais.
Quem vive aqui sabe o quanto as queimadas aumentam a cada ano e como o clima e a segurança ambiental estão cada vez mais frágeis.
Abraço.

Comentar

Comentários encerrados em 28/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.