Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Avaliação do trabalho

CNJ faz inspeção no Judiciário do Paraná

A Corregedoria do Conselho Nacional de Justiça começa, na segunda-feira (9/11), inspeção no Judiciário do Paraná. Durante a semana, até a sexta-feira (13/11), uma equipe formada por juízes e funcionários do CNJ visitará unidades judiciárias e administrativas da Justiça Comum Estadual de 1º e de 2ª grau do Estado.

O objetivo da inspeção é verificar porque existem 14.079 processos conclusos aguardando julgamento há mais de cem dias, relativos a agosto de 2009, de acordo com dados do Sistema Justiça Aberta. A inspeção verificará, ainda, as dificuldades enfrentadas, assim como as boas práticas adotadas pelo Judiciário local. O trabalho inclui os cartórios judiciais e extrajudiciais que estão sob fiscalização do Poder Judiciário.

O corregedor nacional de Justiça, ministro Gilson Dipp, preside a audiência pública no Tribunal de Justiça do Paraná, em Curitiba, na próxima quinta-feira (12/11), a partir das 14h. O evento acontece no plenário do TJ-PR, na Rua Prefeito Rosalvo Gomes de Melo Leitão, anexo ao Palácio da Justiça, 12º andar.

Na audiência, cidadãos e representantes de entidades poderão apresentar suas críticas, denúncias e sugestões em relação ao funcionamento da Justiça no Paraná. As inscrições para participar da audiência pública poderão ser feitas no dia 11 de novembro, das 9h30 às 12h e das 14h às 18h na presidência do TJ-PR, 11º andar. Paralelamente, uma equipe da Corregedoria receberá sugestões e queixas de caráter individual no mesmo local da audiência pública.

O Tribunal de Justiça do Paraná será o 16º tribunal a ser inspecionado pela Corregedoria Nacional de Justiça. Já foram inspecionados os Judiciários de Alagoas, Piauí, Amazonas, Pará, Maranhão, Bahia, Minas Gerais (Justiça Federal), Paraíba, Rio Grande do Sul (Justiça militar), Ceará, Espírito Santo, Tocantins, Pernambuco e do Distrito Federal, além do Tribunal Regional Federal da 1ª Região. Com informações da Assessoria de Imprensa do CNJ.

Revista Consultor Jurídico, 8 de novembro de 2009, 9h26

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.