Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Morte de Isabella

Perícia coleta material genético do casal Nardoni

O IML (Instituto Médico Legal) coletou, nesta sexta-feira (6/11), material genético do casal Alexandre Nardoni e Anna Carolina Jatobá, presos acusados pela morte da filha de Alexandre, Isabella Nardoni, 5 anos. A informação é do Portal Uol.

O casal se recusou a fornecer sangue, seguindo orientação do advogado. Por isso, foram coletadas amostras de saliva e fios de cabelo, em presídios de Tremembé, interior paulista, onde os acusados estão presos. O material deve servir para comprovar se o sangue utilizado no processo era mesmo do casal. A contestação foi feita pela defesa dos Nardoni.

O advogado Roberto Podval requereu um exame de DNA à Justiça para comparar as amostras de sangue coletadas pelo Instituto de Criminalística no apartamento e carro do casal. Segundo ele, não há documento sobre a doação de sangue do casal no início das investigações. Para o promotor do caso, Francisco Cembranelli, o exame "não muda em nada" o processo. Segundo ele, o Ministério Público nunca afirmou que o sangue encontrado no apartamento era do casal.

O casal está preso desde maio de 2008. O júri popular ainda não tem data marcada. A filha do casal, Isabella, foi jogada da janela do 6º andar do prédio onde o pai morava com a madrasta, na zona norte de São Paulo, em março de 2008.

Revista Consultor Jurídico, 6 de novembro de 2009, 20h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 14/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.