Consultor Jurídico

Artigos

Desastre diplomático

Relação entre Brasil e Honduras não pode terminar bem

Comentários de leitores

7 comentários

Melhor aguardar

C.B.Morais (Advogado Autônomo)

Em primeiro lugar o ttulo devesse ser Relação entre Brasil e Honduras pode não terminar bem para o país em vez de Relação entre Brasil e Honduras não pode terminar bem para o país. Isto porque pode terminar bem. Quando o texto foi escrito não havia perspectiva de uma saída e parecia que o Brasil havia se metido em uma enrascada. Agora há um acordo para o Congresso decidir. Se decidir em favor de Zelaya, o Brasil a relação com o Brasil ficará boa, se ao contrário, não se sabe. Assim, melhor esperar.

Nada a ver!

João pirão (Outro)

Desde um início do texto já se via as inclinações políticas do autor, embora trate sempre é de atingir ao seu desafeto governo de turno no Brasil.
O Sr. mistura leis hondurenhas antigas (derogadas) com leis novas com muita fazanha para justificar seus sofismas, nada mais justo de um advogado de acusação. Mas o ponto climax é supor que o Obama e o Zelaya são da esquerda (vejam os partidos políticos deles), assim como todos os Estados que denunciaram esse golpe de estado, ou no mínimo, pensa que todos os leitores aquí são ingênuos, só porque não comungam com as linhas de ação do nosso Presidente vão cair nessa.
Porem, no íntimo o autor deseje ações contra o Governo do Brasil, como punição por não ser do partido do seu coração.

Os de fora (2)

PLS (Outros)

O comentário feito pelo Sr. Marcilon, faz pressupor que a Lei de Honduras é literalmente a mesma do Brasil... O que será que o faz supor isso? A Constituição de Honduras determina a "imediata" destituição de qualquer cargo executivo do Estado de Honduras, perda dos direitos civis, pela mera "tentativa" de alguém querer aumentar seu mandato. É simples assim, se o Sr. Murcilon quiser julgar pela Constituição brasileira, estaria certo, com total razão! Mas seu comentário deveria pautar em função da Constituição hondurenha, de nenhum outro país!
E o fato de especialistas de esquerda e o esquerdista Obama "concordar" que houve golpe, nada mais é que protecionismo aos seus colegas de ideologia.
Mas num olhar técnico, houve sim, golpe, mas do Zelaya, e somente foi cumprida a Constituição de Honduras. Procure no google, tem disponível para ser lida, por qualquer um.

Brasil e Honduras.

Renato Adv. (Advogado Autônomo - Civil)

Boa Noite.
Creio que em primeiro lugar o senhor juíz de direito está a demonstrar e orientar pelos vexames que o Brasil possa estar em risco, nada mais e ponto final, não adianta defensores ligados ao PT, Lula e Cia Ltda., querer mudar o que está na lei.
Em segundo lugar, os nossos dirigentes e o distinto ministro das relações exteriores (tudo e minúcolo), necessitam parar de pensar que são os salvadores do mundo com suas gracinhas.
Em terceiro lugar, aparece e sempre o senhor Zelaya usando e abusando da Embaixada do Brasil. Pergunto, porque quando o nosso cidadão está fora do Brasil e necessita do apoio de seu governo não recebe um serviço e atendimento quanto ao amigo Zelaya?, Pode o senhor Lula e o senhor ministros esclarecer as razões dessas diferenças.
O que realmente o governo Lula quer dos dirigentes de outros países?, Reconhecimento?, trate desse Brasil doente senhor presidente, o reconhecimento será geral e rápido, aposte nisso, salve seus cidadões das balas perdidas, da fome, da violência, da falta de moradia etc e etc, verá o senhor como será reconhecido.
Chega de politica pequena nesse país.
Saudações.
Renato Carlos Pavanelli.

Os de fora

Marcilon (Consultor)

Há tempos que no Brasil se percebe que alguns juizes e ministros não perdem oportunidade para arrotar arrogância,se demonstrando quererem ser deuses,se acham melhor que os outros, principalmente quando se trata de criticar o presidente Lula.
Outros especialistas e o próprio Estados Unidos, reconheceram que ouve golpe; ou alguém sabe de abertura do devido processo legal de impedimento, com direito a ampla defesa, etc?
O presidente Zelaya, este sim,dmocraticamente eleito pelavontade da maioria do povo daquele país, foi arrancado à força pelas Forças Armadas de sua cama, ainda de pijama, colocado num avião e extraditado do seu país. Isto não é golpe?
Quanto a participação involuntária do Brasil - o presidente golpeado escolheu a embaixada brasileira,e na escuro bateu à porta,e acertadamente acolheu o prsidente eleito e lhe deu proteção à vida.Ainda por seuprestígio stá evitando um massacre deinocentes.

ATRASADOS

ajfn.advogado hotmail.com (Advogado Autônomo - Administrativa)

O ENFOQUE DESSE ARTIGO CHEGA COMO JORNAL EM AÇOUGUE: SÓ SERVE PRA EMBRULHO. ULTIMAMENTE É O PROPRIO ESTADO HONDURENHO QUE SE REFERE AO ZELAYA COMO "VISITANTE DA CASA DO BRASIL". ORA, NAO MAIS SE EXIGE A DECLARAÇAO DA CONDIÇÃO DO "VISITANTE" ZELAYA. NAO MAIS SE COBRA TAL CONDIÇAO E,ISSO, POR CONTADA PRESSAO DIPLOMATICA DESENVOLVIDA.
.
QUANTO AOS COMENTARIOS DE QUE O BRASIL POSSUI OU JÁ POSSUIU OU É RECONHECIDO POR SUA "NATA DA DIPLOMACIA", SÓ PODE SER PIADA OU DISCURSO UFANISTA DE INGENUOS PATRIOTAS... DE ONDE TIRARAM ISSO?! A ÚNICA COISA QUE O BRASIL TEM RECONHECIDA É SUA VOCAÇAO DE ESTADO PACÍFICO OU ANTI-ARMAMENTISTA. MENOS MINHA GENTE, MENOS ...

Questão diplomática

 (Advogado Autônomo - Civil)

O Brasil primou, desde os primórdios da república e nação independente, por uma diplomacia sem mazelas e tida como das mais eficientes do mundo. Sempre formamos, no Instituto Rio Branco, a nata da diplomacia mundial. Até nos governos de exceção exercemos sem desmazê-lo a nossa inserção entre as nações que prezam as regras do bom relacionamento. Infelizmente num governo que fala demais e quer demonstrar ao mundo liderança, embora ainda prematura e incipiente, que não está amadurecida, ocorre meter os pés pelas mãos. Se alguém tem culpa são os que se julgam os donos desse país, um partido político, chamado PT.

Comentar

Comentários encerrados em 11/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.