Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

História do Brasil

Lançado livro sobre os 200 anos da Justiça no país

Lançamento do Livro Justiça no Brasil - Clovis Rossi/LTB Advogados Foi lançado na semana passada o livro Justiça no Brasil – 200 Anos de História. De autoria dos advogados Paulo Guilherme de Mendonça Lopes e Patrícia Rios, sócios do escritório Leite, Tosto e Barros Advogados, o livro conta a história do Judiciário brasileiro desde a instalação da Casa de Suplicação, o primeiro tribunal de cúpula no país, em 1808, até os dias atuais, quando a Justiça passa a ter um papel cada vez mais ativo na vida do cidadão.

O lançamento, na Livraria da Vila, no Shopping Cidade Jardim, em São Paulo, atraiu advogados, empresários, e membros dos três poderes. Marcou presença o ex-presidente e ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça,  Edson Vidigal. Para ele, a obra representa um marco na tentativa de preservar a memória do Judiciário brasileiro.

Segundo o desembargador Nelson Calandra, presidente da Apamagis (Associação Paulista dos Magistrados), o livro chega em boa hora. “A obra oferece uma perspectiva histórica do Judiciário brasileiro e mostra a contribuição dada ao desenvolvimento social, econômico e político do país”

O empresário Paulo Godoy, presidente da Abdib (Associação Brasileira da Infra-estrutura e da Indústria de Base) disse que “o livro dá relevo ao estágio atual da Justiça brasileira. Mostra a enorme evolução que testemunhamos e a importância desse Poder de Estado na história do Brasil”. Também marcaram presença no lançamento, entre outros, os desembargadores Luiz Edmundo Marrey e Carlos Teixeira Leite Filho e as advogadas Paola Martinelli Szanto e Gladys Maluf Chamma.

Capa livro 200 Anos - Reserve - ReproduçãoJustiça no Brasil – 200 Anos de História  é a segunda iniciativa editorial que reúne o Leite Tosto e Barros, a ConJur Editorial, a empresa TBE (Transmissoras Brasileiras de Energia) que patrocinou a obra, e um episódio da história da Justiça no Brasil. Antes, essa união de empreendedores já havia produzido O Processo de Tiradentes, um resgate do julgamento do maior herói da história do Brasil.

O deputado Paulo Maluf preferiu enaltecer o compromisso dos autores e realizadores da obra em preservar a história da Justiça no Brasil. “O escritório Leite, Tosto e Barros é uma casa pujante que já nos brindou com um trabalho maravilhoso — O Processo de Tiradentes. Este novo trabalho da autoria dos brilhantes Paulo Guilherme Lopes e Patrícia Rios projeta para a sociedade o quanto contribuem para o avanço social os advogados e os juízes”

Com 240 páginas ricamente ilustradas em edição de luxo, Justiça no Brasil faz o relato detalhado da evolução do Judiciário brasileiro, dentro do contexto da história política nacional. Antes de atingir o marco histórico de 10 de maio de 1808 – data da independência da Justiça brasileira com a implantação da Casa de Suplicação no Rio de Janeiro — os autores repassam os episódios  vividos pelo Judiciário no país, desde a chegada de Pedro Álvares Cabral, que já trazia em sua comitiva um desembargador. Com efeito, revela o livro que o frei Henrique de Coimbra embarcou na esquadra de Cabral justamente por seu notório saber jurídico.

No posfácio da obra, os autores lembram que nunca antes neste país, o Judiciário ocupou espaço tão proeminente na vida nacional a ponto de ser acusado de invadir o espaço dos outros poderes da República ou de propiciar uma excessiva judicialização dos atos sociais. A leitura do livro de Mendonça Lopes e Patrícia Rios ajuda a entender esse fenômeno contemporâneo.


SERVIÇO
Título: Justiça no Brasil - 200 Anos de História
Autores: Paulo Guilherme de Mendonça Lopes e Patrícia Rios
Editora: ConJur Editorial
Número de páginas: 240
Preço: R$ 95
Compras: pela internet na Loja ConJur
Clique aqui para comprar Justiça no Brasil - 200 Anos de História
Clique aqui para comprar O Processo de Tiradentes



Revista Consultor Jurídico, 3 de novembro de 2009, 18h51

Comentários de leitores

1 comentário

"Justiça" no Brasil???

Zerlottini (Outros)

Esta deve ser uma das maiores obras de ficção já escritas. Eu gostaria imensamente de ler. Adoro ficção. Vai ser coisa de por Asimov, Clark, Barjavel, Heinlein e outros que tais todos no chinelo.
Francisco Alexandre Zerlottini. BH/MG.

Comentários encerrados em 11/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.