Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Semana da conciliação

São Paulo prepara segunda semana de conciliação

Por 

O Tribunal de Justiça de São Paulo prepara a segunda Semana Nacional de Conciliação, prevista para o período de 7 a 11 de dezembro. A primeira, que aconteceu em setembro sob a coordenação do Conselho Nacional de Justiça, conseguiu 430 acordos no Estado, envolvendo cerca de R$ 7,6 milhões. A iniciativa pretende difundir meios alternativos para a solução dos litígios. 

Podem ser cadastrados processos já ajuizados, em andamento na primeira ou na segunda instância. Também está aberta a pedidos para realização de audiências pré-processuais. Nesse último caso são reuniões que tentam resolver conflitos que ainda não se transformaram em ações judiciais.

Os pedidos que podem passar pelo crivo da conciliação devem tratar de conflitos de competência dos Juizados Especiais Cíveis, causas cíveis em geral (consumidor, direito de vizinhança, acidente de veículo, etc.), e ainda de direito de família. Nessa matéria podem ser cadastrados pedidos de separação, divórcio, regulamentação de visitas, guarda de filhos e pensão alimentícia.

A conciliação tem como objetivo a tentativa de acordo amigável entre as partes, antes do ajuizamento da ação ou durante um processo judicial, para as questões cíveis que versarem sobre direitos patrimoniais disponíveis, questões de família e envolvendo infância e juventude. É um meio de resolução de conflitos em que as partes confiam a uma terceira pessoa (neutra), o conciliador, a função de aproximá-las e orientá-las na construção de um acordo.

Na 1ª Semana de Conciliação, que envolviam a solução de feitos referentes a Meta 2 (conflitos pendentes relacionados a processos distribuídos até 31 de dezembro de 2005), o Tribunal superou sua meta prevista para o primeiro grau, mas ficou abaixo da previsão para a segunda instância.

No primeiro grau, o Judiciário paulista pretendia fazer 1.200 audiências, mas o número chegou a 1967. Na segunda instância de recurso, a previsão era de 300 audiências de conciliação, no entanto o Tribunal só realizou 231. A comissão gestora da campanha pela Meta 2 promoveu mobilização para que algumas das grandes empresas envolvidas nesses conflitos judiciais indicassem os processos com maiores chances de conciliação dentro dos critérios estabelecidos pelo Tribunal.

Veja o resultado da 1ª Semana Nacional de Conciliação em São Paulo:
Semana Nacional da Conciliação – Meta 2 (14 a 18 de setembro)
Estatísticas 

 

14/09

15/09

16/09

17/09

TOTAL

Audiências designadas
1ª instância

596

935

745

775

3051

Audiências realizadas
1ª instância

369

581

511

506

1967

Acordos obtidos
1ª instância

53

94

116

90

353

Valor dos acordos

266.105

3.269.821

1.236.144

634.545

5.406.617

Audiências designadas
2ª instância

58

60

70

79

267

Audiências realizadas
2ª instância

48

54

61

68

231

Acordos obtidos 
2ª instância

13

21

20

23

77

Valor dos acordos

1.571.269

299.248

149.618

210.817

2.230.952

Número de pessoas atendidas

942

1510

1277

1421

5150

Número de magistrados participantes

55

80

99

100

334

Número de conciliadores participantes

7

125

88

113

333

Número de colaboradores participantes

66

98

90

91

345

 

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 2 de novembro de 2009, 11h00

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 10/11/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.