Consultor Jurídico

Comentários de leitores

4 comentários

INSS ou União?

Elisangela Kuchmanski (Outros)

Tanto um como outro, tanto faz. A lesão causada ao trabalhador é a mesma.
É,Brasil é a terra onde faz-se uma lei para se fazer cumprir a outra lei.
Quem é o incompetente nesta história? quem edita essas leis inconstitucionais? quem as aprova? ou quem as deveria fazer cumprir? ou são todos?
O triste de tudo isso é que a realidade do trabalhador simples e mortal como a maioria dos brasileiros, nenhum destes poderes acima conhece.
Saudações. Elisangela

INCIDÊNCIA INDEVIDA SOBRE VERBA INDENIZATÓRIA

antonio carlos (Advogado Autônomo - Civil)

É de se estranhar que o governo federal, apesar do aparato jurídico que o cerca, registre-se, de altíssimo custo, insista de vez em quando na tributação indevida. Dada a época em que foi editada a famigerada norma, nota-se que foi um casuísmo buscando reduzir as demissões diante da crise econômica. Ou seria puro apetite arrecadatório? Para melhor expor a sua incúria, o Executivo deixou de observar que o próprio trabalhador também estaria sendo onerado, apesar do percentual maior recair sobre o empregador. Pergunto: NINGUÉM do governo observou que não incide contribuição previdenciária sobre VERBA INDENIZATÓRIA? Parece que o governo gosta mesmo é de ver o Judiciário assoberbado com ações ajuizadas pelos contribuintes.
Antonio Carlos de Souza - Advogado

DECRETO Nº 6.727/09 NÃO PODE ALTERAR LEI..................

augusto1 (Outros)

Perfeito os esclarecimentos do Dr. Lacombe, eu como leigo, não tive dificuldade em entender que o INSS não se refere a autarquia, mas a CONTRIBUIÇÃO PREVIDENCIARIA.
O Dr. Lacombe foi muito claro, o executivo através do decreto nº 6727/09 alterou o Art. 28 da Lei 8.212/91, tentaram dar o famoso "migué"? mas não conseguiram!!! seria este o motivo da irritação.

UMA SUGESTÃO DE TÍTULO

Carlos André Studart Pereira (Procurador Federal)

Não cheguei a ler a íntegra do artigo, até não consegui ultrapassar o seu titulo: INSS NÃO PODE INCIDIR SOBRE AVISO PRÉVIO INDENIZADO.
Com a devida vênia, da forma que se encontra, o título está completamente inadequado.
Se a intenção era passar uma linguagem mais coloquial, informal, entendo que nem isso se conseguiu.
Até para o leigo, o título causa confusão.
O INSS, como pessoa jurídica de direito público, não pode incidir sobre nada.
Até a alegação de utilizaçao de uma metáfora também não serve, porquanto não é mais o INSS, no caso tratado no artigo, o titular do crédito decorrente da contribuição previdenciária, mas sim a UNIÃO. Essa foi uma alteração trazida pela decantada Lei da Super Receita, de 2007!
Já tá passando da hora de todos saberem disso!
Atenciosamente,
CARLOS ANDRÉ STUDART PEREIRA
PROURADOR FEDERAL

Comentar

Comentários encerrados em 3/04/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.