Consultor Jurídico

Notícias

Busca da verdade

Protógenes prepara sua volta à CPI dos Grampos

O delegado Protógenes Queiroz voltou a dizer que vai apresentar nomes, individualizar as condutas e apontar qual o papel de cada um no “esquema criminoso montado pelo bandeiro Daniel Dantas” à CPI dos Grampos. A revelação, dessa vez, foi feita após participar de reunião com a bancada do Psol, no Senado. As informações são da Agência Brasil.

O delegado vai depor no dia 1º de abril. Será o segundo depoimento à CPI das Escutas. Para os parlamentares, o delegado mentiu quando disse que a participação da Agência Brasileira de Inteligência foi informal e restrita a poucos agentes.

“[Os delegados] mentiram perante a CPI, dizendo que as atividades desenvolvidas foram informal com quatro ou seis agentes, quando na verdade ela foi totalmente formal com agentes da Abin”, disse o deputado Marcelo Itagiba (PMDB-RJ).

O deputado não pretende esperar a conclusão da comissão para propor o indiciamento dos delegados Paulo Lacerda e Prótogenes Queiroz, além de Milton Campana e do banqueiro Daniel Dantas.

“Tenho notícia que os membros da CPI têm fragmentos da operação e se, por ventura, me forem apresentados, vou dar nomes, individualizar condutas e dizer o papel que cada pessoa tem no esquema”, disse Protógenes.

Na reunião, o delegado foi receber apoio parlamentar e a garantia de que não há chance de ser preso durante o depoimento à CPI. O delegado afirmou que não teme ser preso.

Em entrevista ao portal Uol, o delegado tinha dito que não teve acesso aos dados compartilhados com a CPI dos Grampos. Por isso, se for confrontado com os dados, vai esclarecer tudo, dar nome e sobrenome de quem está ligado a Dantas. O delegado se refere ao material colhido pelas investigações da Polícia Federal que apura eventuais irregularidades cometidas pelo próprio delegado na Operação Satiagraha. Protógenes foi afastado da operação.

Revista Consultor Jurídico, 25 de março de 2009, 15h57

Comentários de leitores

2 comentários

Quem mente?

Robespierre (Outros)

Quem é perseguido por prender poderoso banqueiro, ou quem diz que a 2ª prisão não apresentava nenhuma novidade, apesar de 1 milhão de reais encontrados na casa do empregado do DD? Quem é o mentiroso?

DESEMBUCHA LOGO

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Como servidor público, presidente do inquérito, esse senhor jamais poderia sonegar dados que levassem alguem para as barras dos tribunais. Os elementos apurados pertecem ao procedimento estatal, não sendo jamais propriedade particular. Ou ele está pensando que pode tudo, como nos tempos do AI 5? Agora, fica aí, de forma genérica, ameaçando veladamente! Fala logo! Essa novela já rendeu o que deveria render.

Comentários encerrados em 02/04/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.