Consultor Jurídico

Notícias

Movimentação processual

Judiciário de SP tem mais de 18 milhões de ações

A maior Justiça estadual do país divulgou números da movimentação de processos em janeiro deste ano. O Judiciário de São Paulo ultrapassou a marca das 18 milhões de ações em andamento, ao receber 381 mil novos processos no mês passado. Agora, são 18,21 milhões de casos em tramitação.

Do total de movimentações em janeiro, 207 mil foram sentenças, 51 mil foram cartas precatórias e 47 mil, audiências. Só o Tribunal do Juri teve 158 sessões. Os dados se referem às áreas Cível, Criminal, de Execução Fiscal, de Infância e Juventude, e dos Juizados Especiais Cíveis e Criminais. Na área de família, foram autorizadas 232 adoções, três delas por estrangeiros.

Nos Juizados Especiais Cíveis, 4,4 mil acordos foram firmados, sendo 1,3 mil por conciliadores e 897 por juízes em audiências. Os 2,2 mil restantes foram acordos extrajudiciais informados ao juízo. Ao todo, 9,2 mil execuções de títulos extrajudiciais foram feitas.

Os Juizados deram também 21,3 mil orientações em casos que não eram de sua competência. Já nos juizados informais de conciliação, 2.078 reclamações foram recebidas. Eles firmaram 240 acordos, 80 deles extrajudiciais. Os conciliadores foram responsáveis por 116 deles, e os juízes, por 44. Já os juizados especiais criminais receberam 763 denúncias, das quais somente 56 foram rejeitadas. * Com informações da Assessoria de Imprensa do TJ paulista

Revista Consultor Jurídico, 5 de março de 2009, 18h57

Comentários de leitores

1 comentário

culpa da justiça gratuita

daniel (Outros - Administrativa)

tudo é culpa da justiça gratuita, pois existe uma indústria de demandas judiciais e falta verba para os meios extrajudiciais.

Comentários encerrados em 13/03/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.