Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Tragédia no Piauí

MPF vai apurar falhas na construção de barragem

O Ministério Público Federal no Piauí vai apurar as causas do rompimento Barragem Algodões I, em Cocal (PI). Na quarta-feira (27/5), a barragem se rompeu e causou a morte de cinco pessoas. As informações são da Agência Brasil.

Segundo o MPF, há suspeitas de negligência na condução e manutenção da obra. “Vamos apurar se essa tragédia foi em decorrência apenas do fenômeno da natureza, no caso a chuva, ou se houve fragilidade e inadequação na construção da obra. São questionamentos que só a perícia vai apontar. Temos que ter cautela. Vários órgãos serão notificados”, afirmou o procurador-chefe do MPF no Piauí, Kelston Pinheiro Lages.

O governo do estado afirma que, há 15 dias, quando a represa atingiu nível máximo, 1,2 mil pessoas foram retiradas do local, por precaução. Elas, entretanto, retornaram na última sexta-feira (22/5) por orientação do engenheiro responsável pela obra.

“Com certeza isso será checado. Essas pessoas foram orientadas para retornar às suas casas e precisamos saber com respaldo em quê [voltaram ao local]”, disse o procurador.

Revista Consultor Jurídico, 29 de maio de 2009, 18h09

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 06/06/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.