Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Crime de homicídio

Justiça do DF decreta a prisão do dono da Gol

A Justiça decretou a prisão preventiva do dono da companhia aérea Gol, Nenê Constantino, na quinta-feira (21/5). Réu em processo por acusação de homicídio, ele não foi localizado pela Polícia Civil do Distrito Federal na sua casa nem nos endereços comerciais. Segundo a Agência Estado, os seus advogados negociam uma apresentação espontânea.

Constantino é acusado de ser o mandante do assassinato do líder comunitário Márcio Leonardo de Sousa Brito, morto com três tiros em outubro de 2001. Brito era o líder de um grupo de 100 pessoas que ocupou o terreno em que está a garagem de ônibus da viação Planeta, pertencente ao empresário, na cidade satélite de Taguatinga.

Segundo a polícia apurou, dois empregados de Constantino — João Alcides Miranda e Vanderlei Batista Silva, indiciados como co-autores —, contrataram um pistoleiro para assassinar o líder como forma de intimidar os demais ocupantes da área. Antes da execução, como informou a polícia, o empresário fez ameaças diretas de morte ao líder comunitário, que sofreu agressões e teve seu barraco incendiado.

Em nota divulgada na ocasião da denúncia, Constantino negou veementemente o que chamou de “injusta e inverídica acusação”. Disse também que o inquérito não tem qualquer indício que possa sustentar a acusação e prometeu demonstrar sua inocência ao longo do processo.

O delegado Luiz Julião Ribeiro, chefe da Divisão de Investigação de Crimes contra a Vida, disse que a prisão tem o objetivo de garantir a instrução do processo, pois Constantino usou seu poder econômico e político para ameaçar testemunhas e obstruir provas.

Revista Consultor Jurídico, 22 de maio de 2009, 11h44

Comentários de leitores

1 comentário

sessão de humor do Conjur novamente em ação!

hammer eduardo (Consultor)

Palavra que demorei um pouco a me controlar no meu ultimo acesso de riso ao ler a atual materia do CONJUR.
Voltando agora ao "Brasil real" , sera que alguem ai nesta altura do campeonato acredita que vão botar em cana o "apenas" dono da GOL e mais um imperio de 17 empresas de onibus interestaduais , concessão de rodovias ( o business mais recente) e que historicamente é extremamente "generoso" com as RATAZANAS em Brasilia? Fala serio! O cara é tão bonzinho que deu um milhão e meio para o Joaquim Roriz comprar uma novilha a alguns anos atras , ja sei , tinham esquecido , é o normal e a ratada depende da sua e da falta de memoria coletiva. Um milhão e meio por uma novilha campeã , palavra que por esse preço o roriz devia te-la adquirido na H.STERN , qua qua qua!!!!!!!
O tal crime em questão obviamente foi praticado por laranjas pois o velhinho é um conhecido TOSCO mas burro certamente não é , alem do mais tem mais de 70 anos , um batalhão de Advogados de primeirissima qualidade e dinheiro para molhar as mãos sujas em Brasilia a vontade. Acho mais facil nascer cabelo no GMarcelo Tás do CQC do que prenderem o "seu nenê" como costumam chamar o Tio Patinhas de Patrocinio. Se , Eu disse "SE" com letras bem grandes , chegarem a prender o generoso velhinho , vai ser o caso da conhecida "prisão negociada" com direito a cobertura da "Grobu" , alguns minutos de correria com imagens distorcidas ao entrar na delegacia para depoimento e depois o embarque triunfal depois de volta para casa no famoso carro com vidros escurecidos que sai rapidamente , o enredo nunca muda , chega a ser pior que as novelas da Gloria Perez. Voltemos ao mundo real e bem Brasileiro e paremos de sonhar com absurdos...seu nenê preso, conta outra!!!!!!!!

Comentários encerrados em 30/05/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.