Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Ranking de notícias

Texto sobre representação de ministro é o mais lido

A discussão protagonizada pelos ministros Joaquim Barbosa e Gilmar Mendes, na sessão plenária do Supremo Tribunal Federal, no dia 22 de abril, continuou a chamar a atenção dos leitores na última semana. O texto da revista Consultor Jurídico sobre a representação apresentada pelo advogado Sergei Cobra Arbex contra o ministro Joaquim Barbosa no Conselho Nacional de Justiça foi acessado por mais de 4 mil leitores. A medição é feita pelo Google Analycts.

Na reportagem, o repórter Alessandro Cristo conta que o criminalista quer que o ministro Joaquim Barbosa esclareça suas declarações durante o bate-boca no plenário. “A frase de um ministro do Supremo Tribunal Federal acusando o presidente do mesmo sodalício traz enorme prejuízo na credibilidade e na segurança jurídica em nosso país”, diz o advogado na representação. Clique aqui para ler a notícia. 

De acordo com o advogado, tem havido muitas interpretações quanto a que o ministro estaria se referindo durante o entrevero, mas é preciso apurar o sentido exato. “É exigível que o CNJ, como órgão de controle da Justiça, o convoque para dar esclarecimentos”, afirmou.

A confusão começou quando Joaquim Barbosa quis reabrir uma discussão de um julgamento do qual não participara, questionando a deliberação. Gilmar Mendes não gostou da forma como o colega tentou desqualificar a decisão e disse que JB pretendia guiar suas decisões de acordo com as classes sociais envolvidas na ação. Joaquim Barbosa reagiu. Disse que Gilmar Mendes está “destruindo a Justiça desse país” e que não falava ali com um de "seus capangas de Mato Grosso".

Passeio reprovado
A segunda notícia mais acessada da ConJur, foi reproduzida do Blog do Josias. O jornalista afirmou que a ida do ministro Joaquim Barbosa ao Rio de Janeiro, em uma sexta-feira de expediente normal no Supremo, causou irritação em alguns colegas de Corte. “É como se o ministro Joaquim quisesse demonstrar aos oito colegas que assinaram a nota de apoio ao Gilmar que as ruas desaprovam o texto”, disse um dos ministros ao jornalista. Segundo o STF, Joaquim Barbosa tem 17.207 processos pendentes. Clique aqui para ler o texto.

Ministro no Rio
O terceiro texto mais lido no ranking da ConJur revelou que o ministro Joaquim Barbosa foi saudado ao andar pelas ruas do centro do Rio. O colunista da revista Veja, Lauro Jardim, diz que o ministro passou pelo teste das ruas. “Ao final da refeição, de sua mesa até a porta teve que parar em todas mesas por que passou: os comensais levantavam-se estendiam-lhe as mãos e mandavam um ‘parabéns’ ou um ‘muito bem, ministro’”, disse o jornalista. Clique aqui para ler a informação.

Audiência

Em um período de sete dias (25 de abril a 1º de maio), a ConJur recebeu 221,5 mil acessos. O dia mais visitado foi terça-feira, 28 de abril. Neste dia, a revista publicou os seguintes destaques, dentre outros:

  • Briga de ministros do Supremo chega ao CNJ
  • CNJ aprova teto de R$ 614 de diária para juízes e ministros
  • Anuário da Justiça mostra que ministros são contra revisão da anistia
  • Juízes criticam inviolabilidade dos escritórios de advocacia
  • Presidente da OAB-DF admite que pode tentar terceiro mandato
  • AGU propõe ações para recuperar R$ 55 milhões pagos

Leia os textos mais acessados do dia 25 de abril ao dia 1º de maio

Pedido de satisfação Briga de ministros do Supremo chega ao CNJ
Dia popPasseio de JB revolta colegas do Supremo
Teste das ruasJoaquim Barbosa anda na rua e é saudado pelo povo
Entendimento disseminadoVeja como tribunais aplicam a Súmula 8
Lições do passadoA história do Direito é a história do Brasil
Dia do índioDiscussão no STF quase provoca crise na Corte
Aspiração de juizDe Sanctis diz que seu objetivo é fazer história
Consolidação de entendimentoSTJ edita novas súmulas sobre contratos bancários 
Um ano de presidênciaGilmar Mendes é homenageado pelos colegas de STF
Tempo de investigarDesembargador do TRF-4 é afastado pelo CNJ

Revista Consultor Jurídico, 2 de maio de 2009, 6h50

Comentários de leitores

1 comentário

Processos pendentes

Marco (Engenheiro)

Então, a ministro Joaquim Barbosa tem 17.207 processos pendentes. E os outros, não têm processos pendentes? Têm menos? Têm mais? Informação pela metade equivale a meia-verdade. E meias-verdades são mais perniciosas do que mentiras completas.

Comentários encerrados em 10/05/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.