Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Apelo infantil

MPF quer impedir brinquedos em redes de fast food

O Ministério Público Federal em São Paulo entrou com Ação Civil Pública contra as principais redes de fast food. O MPF pede que as lanchonetes do McDonalds, Bob's e Burger King suspendam as promoções McLanche Feliz, Lanche Bkids e Trikids e a venda de brinquedos em suas lojas.

Para o MPF, o direito do consumidor limita as possibilidades do marketing infantil. Para o procurador da República Márcio Schusterschitz da Silva Araújo, autor da ação, os brinquedos influenciam as crianças na compra dos lanches, basicamente compostos de hambúrguer, batata-frita e refrigerante, alimentos associados ao problema da obesidade infantil.

Segundo o procurador, a compra é influenciada não propriamente pelas qualidades do produto, mas pela criação abusiva de associações emocionais estranhas ao processo alimentar. De acordo com texto da ação, a alimentação é fundamental na formação da personalidade da criança e a sucessão de coleções de brinquedos funciona para formar a dieta do consumidor infantil no interesse das redes de fast food. Para o procurador, os lanches vendidos fazem do brinquedo um prêmio para o consumo de um alimento que traz risco de obesidade.

Em sua defesa, as lanchonetes afirmam que os pais são os únicos responsáveis pela compra do lanche com o brinquedo para o filho. Mas para Schusterschitz, apresentar um brinquedo para puxar a compra de um lanche e, ao mesmo tempo, afirmar que a responsabilidade de compra é dos pais é contraditório. Ele afirma ainda que, pelo Código de Defesa do Consumidor, a responsabilidade dos pais não isenta de responsabilidade o fornecedor, nem faz a prática deixar de ser abusiva. 

O Código de Defesa do Consumidor proíbe o uso profissional e calculado da fraqueza ou da ignorância do consumidor infantil. Além disso, cita que a decisão sobre o consumo de alimentos deve ser observada sob a ótica da qualidade da dieta e não pode ser ofuscada pelo impulso ou desejo de apropriação de um brinquedo ou objeto com apelo infantil.

Em 2006, o McDonald´s firmou um Termo de Ajustamento de Conduta com o MPF para que os brinquedos que acompanham o McLanche Feliz sejam também vendidos separadamente. O objetivo do TAC era impedir a venda casada dos brinquedos com o lanche e permitir aos pais que completassem as coleções dos filhos, independentemente da compra de lanches ou não levar os brinquedos, caso não os desejassem. A ação independe do TAC e se baseia em outros fundamentos legais. A preocupação não é apenas quanto à venda casada, mas quanto aos efeitos sobre a infância e a saúde pública do marketing infantil das redes de fast food. Para o MPF, é necessária a retirada dos brinquedos como forma de alavancagem para a venda de alimentos de baixo valor nutritivo. Com informações da Assessoria de Imprensa do Ministério Público Federal. 

Clique aqui para ler a ação.

ACP 2009.61.00.013789-7

Revista Consultor Jurídico, 16 de junho de 2009, 19h15

Comentários de leitores

1 comentário

Eu não pago!!!

Justiceiro do Judiciário (Outros)

Eu não pago!!! Eu não pago!!! Euuu não pago!!!!!!! meus impostos para um promotor se preocupar com os brinquedinhos do mc donald´s... desculpem!!! mas isso está parecendo que o promotor levou seu filho no mc e saiu insatisfeito por algum motivo com a promoção do mc lancha feliz e agora está usando de suas atribuições para mostrar que pode mais... Eu não pago! Eu imagino a cara do promotor sentando na frente do computador abrindo seus papéis, seu código, franzindo a testa òó e pensando... É! agora não vai existir mais MC LANCHE FELIZ vai ser o MC LANCHE EMBARGADO... e dentro da caixinha tem de brindo um livro "A moreninha", suco de beterraba com cenoura, lanche de espinafre (pra criança fica fortinha) que nem o popeye... POPEYEEEEE???? POPEYE???? ele esqueceu de processar o Habib´s... :-o lá no habib´s o brinquedinho é o popeye... KIT HABIB´S POPEYE!!! É PURA DIVERSÃOOOOOO.... promotor! :( :'( na verdade eu acho que ele é frustrado que nem eu... que na minha época (infância) queria a mini lanchonete do mc donald´s e meu pai não me comprou... todo mundo tinha, menos eu... vinha com hamburguinho e batatinha, bem pequeno... era um sonho... É!!! PROMOTOR... PROCESSA MESMO... quem mandou a gente não ter a mini lanchonete... MAS: EU NÃO PAGO! já estou preferindo dar meu dinheiro para igreja do que para o governo. Pelo menos na igreja tem quermesse para todos.

Comentários encerrados em 24/06/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.