Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Guarda presidencial

Soldado mata a tiros cabo na Granja do Torto

Um soldado da guarda presidencial matou a tiros um cabo também da guarda, na Granja do Torto, no início da manhã desta quarta-feira (10/6). A informação é da Agência Brasil.

Os disparos ocorreram após uma discussão entre os dois. As informações são do chefe da guarda presidencial, general Gonçalves Dias. Segundo ele, a vítima chegou a ser levada para o Hospital das Forças Armadas. A Granja do Troto é uma das residências oficias da Presidência da República.

Nota divulgada pelo Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República informa que será instaurado Inquérito Policial Militar paralelamente à investigação policial para apurar as circunstâncias da ocorrência. O comunicado não informa o nome dos militares envolvidos.

Revista Consultor Jurídico, 10 de junho de 2009, 15h50

Comentários de leitores

1 comentário

tropa de elite???????????????

hammer eduardo (Consultor)

Apesar de ser um profundo des-admirador do nescio 9 dedos , alguns pontos merecem destaque neste bizarro incidente.
Em qualquer governo do mundo , o pessoal encarregado da segurança de um chefe de estado é literalmente escolhido a dedo , e olha que isto nem é papo de ginecologista. Aqui pelo visto é pela "rela" de recos disponiveis para o serviço do dia pois o tal "incidente" não deixa a menor margem para discussão em vista de suas tragicas consequencias. Afirmo que a "in"-segurança presidencial esta nas mãos de amadores ou gentalha fardada com baixissima qualificação para a função.
A nivel de curiosidade , um GRANDE banqueiro Brasileiro que tem o unico Boeing BBJ executivo do Brasil , troca a sua guarda pretoriana a cada 30 dias e apenas com ex-agentes oriundos do Mossad israelense que é o créme de la créme das tropas de elite do mundo , isto sim é segurança profissional , ou seja , custa dinheiro o que no atual des-governo , opta por usar com "outras" finalidades.
Talvez este incidente sirva de alerta para a necessidade real da elitização destes servidores de altissima responsabilidade. O que mais vemos no Pais é gente de baixissima qualificação nos quesitos de "A" a "Z" a solta nas ruas , armados com armas de guerra e com uma imunda carteirinha de "puiça" no bolso , será que este é o modelo desejado?
Pobre Brasil que nem as coisas mais elementares conseguem andar se "alguem" não se der bem de alguma forma. O patetico agora será o famoso "rigoroso inquerito" correndo intra-muros como sempre a medida que a pressão da Imprensa diminuir. Melhor o barbudo chamar o Capitão Nascimento , este pelo menos parece ser competente , bem preparado e honesto......

Comentários encerrados em 18/06/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.