Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Negócio contestado

Venda da Chrysler vai parar na Suprema Corte

A discussão sobre a venda da Chrysler para a Fiat foi parar na Suprema Corte dos Estados Unidos. Três fundos de pensão e construção do Estado de Indiana querem que os ministros impeçam a venda para que possam procurar um negócio melhor. Os fundos apresentaram a ação judicial neste domingo (7/6). As informações são do Estadão.

Uma corte de apelações de Nova York havia aprovado a venda na sexta-feira, mas deu até a tarde de segunda-feira para que os fundos levassem a questão à Suprema Corte. O Fundo de Pensão da Polícia de Indiana, o Fundo de Aposentadoria dos Professores e o Fundo de Construção Major Moves dizem que a venda privilegia os acionistas, em detrimento dos credores.

A Chrysler pretende vender o grosso de seus ativos a um grupo encabeçado pela Fiat, como parte de um plano para escapar da falência. O juiz federal Arthur Gonzalez, responsável pela ação de falência contra a Chrysler, também já havia aprovado a venda, que para ele seria a única alternativa à liquidação da companhia.

A empresa está parada à espera do negócio com a montadora italiana. Se a venda não se confirmar até 15 de junho, a Fiat tem a opção de abandonar o negócio.

Revista Consultor Jurídico, 7 de junho de 2009, 18h38

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 15/06/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.