Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Luzes da cidade

TJ de São Paulo inaugura novo sistema de iluminação

Por 

fachada TJ - SP - Assessoria do TJ-SP

O Tribunal de Justiça de São Paulo inaugura nesta terça-feira (21/7), às 18h30, o novo sistema de iluminação do prédio do Palácio da Justiça, sede do Judiciário paulista. Durante a solenidade também será entregue a nova fachada do prédio (foto ao lado), que passou por um minucioso processo de restauração. O evento terá a apresentação do pianista João Carlos Martins, acompanhado pela Orquestra Bachiana Jovem e por ritmistas da escola de samba Vai-Vai.

O prédio do Palácio da Justiça foi tombado em 1981 pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico (Condephaat). É considerado monumento histórico de valor arquitetônico e interesse cultural.

O novo sistema de iluminação pretende destacar o prédio do Palácio da Justiça, um dos principais marcos arquitetônicos da capital e uma das mais importantes obras do arquiteto Ramos de Azevedo, também responsável pela construção do Teatro Municipal, entre outros prédios históricos da cidade.

O projeto é do Departamento de Iluminação Pública (Ilume), da prefeitura de São Paulo. A nova iluminação busca destacar as principais características do prédio preservando o conjunto arquitetônico, onde as luminárias ficam escondidas, de forma que quem passa pelo local não percebe a presença dos equipamentos.

No solo, foram implantados 40 projetores com índice de proteção e estanqueidade adequadas, totalmente embutidos nas pedras de granito com a utilização de serras apropriadas para o corte. Projetores focais foram instalados em postes dirigindo seus feixes de luz nos objetos de destaque da fachada.

Nos andares superiores, luminárias especiais foram colocadas destacando-se as janelas e as colunas. Segundo a assessoria de imprensa do tribunal, os conjuntos ópticos utilizados, projetores e luminárias representam o que existe de mais moderno e eficiente com lâmpadas de vapor metálico de alta reprodução de imagens. O investimento total da obra foi de R$ 572 mil. Com informações da Assessoria de Imprensa do Tribunal de Justiça de São Paulo.

 é repórter da revista Consultor Jurídico

Revista Consultor Jurídico, 21 de julho de 2009, 11h30

Comentários de leitores

1 comentário

Existe verba para isso?

LAB (Professor)

Os funcionários do TJ não vão gostar,
Estão aguardando reajuste para seus vencimentos, que possue carater alimentar

Comentários encerrados em 29/07/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.