Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Operação Volver

PF prende duas advogadas em Mato Grosso

Duas advogadas foram detidas pela Polícia Federal na operação batizada como Volver, deflagrada na manhã desta sexta-feira (10/7) nos Estados de Mato Grosso, Goiás, Acre e Espírito Santo. A informação é do portal Terra.

As duas são acusadas de envolvimento com o tráfico de drogas. Uma delas está em Cuiabá, na sede da superintendência da Polícia Federal, e a outra, na delegacia da PF em Cáceres (MT). Além da prisão das duas advogadas, outros 37 mandados de prisão estão sendo cumpridos. Entre os suspeitos estão comerciantes, advogados, um servidor público, um militar das forças armadas e presidiários, que cumpriam pena nos presídios de Mato Grosso e Espírito Santo.

O presidente da OAB de Mato Grosso, Francisco Fraiad, confirmou a prisão das advogadas. Uma delas, segundo ele, seria Kattleen Karitas Oliveira Barbosa Dias. A outra advogada ele identificou apenas como Luci. Ele disse que a instituição impetrou Habeas Corpus na Justiça para liberação das advogadas.

"A Polícia Federal informou que elas eram agenciadas pelos seus clientes com o tráfico de entorpecentes. Elas negam a acusação e a OAB-MT está do lado das advogadas. A instituição entende que o advogado faz a defesa e não se confunde com o cliente. Não concordamos com a decisão, que é precipitada e inoportuna", disse o presidente da OAB-MT, Francisco Faiad.

A Polícia também cumpre mandados de busca e apreensão em seis escritórios de advocacia, sendo quatro em Cáceres e dois em Cuiabá. Segundo o presidente da OAB-MT, representantes da ordem acompanham as buscas nos escritórios de advocacia. A PF também faz apreensões nas cidades de Cáceres (MT), Cuiabá (MT), Uruaçu (GO), Jataí (GO), Rio Branco (AC), Vila Velha (ES) e Viana (ES). Segundo a Polícia, dos alvos principais da operação, 60% têm passagem pelo mesmo crime e 30% estão presos, mas continuam comandando o tráfico de drogas nos presídios.

A operação Volver nasceu a partir de investigações da operação batizada como Teimoso, deflagrada em junho de 2008, que pretendia combater o tráfico na região do Vale do Araguaia, em virtude das festas tradicionais e da temporada de praia. Na operação Teimoso, foram instaurados seis inquéritos, 11 pessoas presas, apreendidos 43 kg de cocaína, uma submetralhadora e R$ 56.870. Na operação deflagrada nesta sexta, a PF diz que conseguiu juntar provas contra membros da quadrilha.

Revista Consultor Jurídico, 10 de julho de 2009, 19h17

Comentários de leitores

1 comentário

presunção positiva

Francisco Lobo da Costa Ruiz - advocacia criminal (Advogado Autônomo - Criminal)

Intervenção imediata da OAB. As advogadas são presumidas inocentes. Depois, se forem consideradas responsáveis pelos delitos ou ilícitos administrativos, que sejam punidas. É um costume da democracia.

Comentários encerrados em 18/07/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.