Consultor Jurídico

Notícias

Você leu 1 de 5 notícias liberadas no mês.
Faça seu CADASTRO GRATUITO e tenha acesso ilimitado.

Insegurança bancária

Justiça condena acusado de tentar clonar cartões

A Justiça Federal de Jales condenou por tentativa de furto qualificado, mediante fraude, um homem acusado de instalar um aparelho conhecido como “chupa-cabras” em um caixa eletrônico de uma agência da Caixa Econômica Federal da cidade. O dispositivo é utilizado para clonar dados do cartão bancário de clientes e filmar a digitação de senhas.

O autor do crime, André Luis Ferreira, recebeu pena de 1 ano e 8 meses de prisão em regime inicial semi-aberto mais multa. Ele foi preso em flagrante no último dia 28 de março, logo após ter instalado o “chupa-cabras”. A sentença foi dada no fim de junho, pouco mais de dois meses após o oferecimento da denúncia. A rapidez se deveu a um esforço conjunto entre Ministério Público Federal e Justiça Federal para agilizar o julgamento dos processos no local.

O crime não foi consumado porque um servidor público estadual, correntista da Caixa Econômica Federal, percebeu que seu cartão entrou mais profundamente do que o normal no caixa eletrônico onde estava instalado o “chupa-cabras”. Ao insistir na ação, o dispositivo caiu em suas mãos. A prática equivale ao crime de furto qualificado, pois o saque ocorre mediante fraude. Com informações da PR-SP.

Revista Consultor Jurídico, 8 de julho de 2009, 14h32

Comentários de leitores

0 comentários

Comentários encerrados em 16/07/2009.
A seção de comentários de cada texto é encerrada 7 dias após a data da sua publicação.